Cia Eliane Fetzer conta histórias da vida com a dança contemporânea

Estreia no dia 17 de setembro mais uma obra da coreógrafa premiada Eliane Fetzer. Em “Histórias que a vida conta”, 8 bailarinos retratarão os momentos da vida e a relação entre homem e mulher, temática recorrente para Eliane Fetzer. “A dança contemporânea sempre puxa para as relações entre pessoas, entre homem e mulher. Há muito o que dizer e muito o que valorizar”, comenta.
Os momentos retratados são como as memórias, que resgatam o passado para inspirar ou rejeitar o presente, causando ora bem-estar ora mal-estar. “No contemporâneo retratamos a vida como ela é e, em muitos casos, ela se apresenta densa”, explica Eliane. Assim, está presente uma cronologia implícita na narrativa corporal dos bailarinos, ficando claras as referências de passado e presente e do cotidiano.
O tempo marca a vida das pessoas e faz delas o que são hoje. Há quem reaja bem, há quem fique em estado psicótico e a beleza disso é que todas são relações humanas. Nesse resgate, não há como deixar de mencionar o sensorial, representado neste balé como a ausência de luz e o uso dos sentidos. “O espetáculo questiona também essa informação, a presença da luz e como nos comportamos em sua ausência. Que estímulos damos a nosso corpo na ausência dos sentidos? Essa discussão leva para a relação entre a submissão e uma pessoa mais forte, a partir da ausência e da privação dos sentidos. Tem algo de imposição aí”, explica Eliane Fetzer.
“Histórias que a vida conta” utiliza alguns elementos cênicos como metáforas, ajudando a posicionar os momentos retratados no tempo e no espaço. Assim, as cadeiras do início do espetáculo remetem a expectativa por papeis mais concretos e estabelecidos, presentes na Antiguidade; os abajures e lustres, são o foco da luz e revelam as pessoas e os outros, em seus momentos bons ou ruins; e o tapete, que faz referência ao tempo.
O espetáculo “Histórias que a vida conta” retrata, assim, a turbulência da vida e será contado por 4 homens e 4 mulheres, que utilizam formações de solos, duos e trios, explorando as relações de movimentos íntimos, centralizados e densos, presentes no viés contemporâneo da obra de Eliane Fetzer.
SERVIÇO:
“Histórias que a vida conta”, com Cia Eliane Fetzer de Dança Contemporânea. Espetáculo realizado com o apoio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura da Prefeitura de Curitiba.
Período e horários: De 18 a 27 de setembro.
Horários: Dia 18 –  10h e 14h30 / Dia 19  –  20h / Dia 20  –  16h e 19h / Dia 22  – 10h / Dia 23  – 10h e 14h30 / Dia 24  – 10h / Dia 25  – 14h30 / Dia 26  – 20h / Dia 27  – 19h 
Local: Teatro Cleon Jacques – Av. Mateus Leme, 4700 – São Lourenço – (41) 3313-7190
Informações: (41) 3076.7574
Apresentações gratuitas.
FICHA TÉCNICA:
Direção e Coreografia: Eliane Fetzer
Diretor de produção: Jorge Schneider
Maitre: Jair Moraes
Ensaiadora:  Priscila Rocha
Bailarinos: Alexandra Delgado, Andre Oliveira, Andressa Machado, Bruno Rocha, Carina Firkowski, Cicero Adolfo, Erickson Cordeiro, Izabel Munhoz, Nalu da Rocha, Malki Pinsag.  (gisele@flammacomunicacao.com.br)

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.