Com dois recordes, Arremesso de Celular vai repassar 7,3 toneladas para vítimas de granizo (este texto que vale)

A 8ª edição do Torneio Sul-Americano de Arremesso de Celular e a 7ª edição Mundial de Arremesso de Notebook, em Foz do Iguaçu, no Paraná, registraram neste domingo, 20, dois recordes, na prova e fora dela. A competição feminina tem uma nova marca e as 7,3 toneladas de alimentos – o maior volume já angariado em toda a história do evento -, doados por competidores e apoiadores da iniciativa, vão ajudar as famílias da região do Porto Meira atingidas pela chuva de granizo no último 7.
Este ano, a quebra de recordes veio com as mulheres. A veterana em arremessos, a tenente do Corpo de Bombeiros Janaina Fagundes, bateu recorde mundial ao atingir 58,05 metros, 18 a mais que a segunda colocada. “Estou muito feliz, porque este ano não treinei tanto como nos anteriores e o resultado foi surpreendente”. Em segundo lugar, ficou Nilma Cristina de Resende com a marca de 40,62 metros. Completou o pódio feminino Lorrana Mayra, com 39,02 metros.
Das 7,3 toneladas de alimentos arrecadados, 6 foram doadas por empresas parceiras e o restante, 1,3 tonelada, é referente às inscrições dos 444 participantes dos torneios. Com a arrecadação desta última edição, já são 20 toneladas de alimentos repassados pelo evento desde o início.

As disputas sempre tiveram um caráter de diversão em família, conscientização ambiental e solidariedade. Todos os anos, a organização repassa as doações para as entidades assistenciais, mas este ano decidiu repassar os alimentos doados para as famílias atingidas pelo temporal.

“É nossa forma de retribuir para a comunidade que tanto prestigia o nosso evento e está passando por um momento difícil”, diz o coordenador dos torneios, Gabriel de Campos Neto.

No último dia 7, 60 mil casas foram destelhadas em Foz do Iguaçu, 15 mil famílias foram atingidas. O município decretou estado de emergência. Para o presidente do Rotary Cataratas, Laércio Mello, a organização e os apoiadores do evento não poderiam ficar indiferentes ao flagelo que acometeu a grande Porto Meira. As disputas têm o apoio da Itaipu Binacional.
 
Lixo eletrônico
Os 600 quilos de lixo eletrônico, como celulares, notebooks, computadores e televisões recolhidos durante os torneios também terão destinação correta. De acordo com o presidente do Lions, Antonio Aquirino, desde o início do evento, há cinco anos integrado aos torneios, já foram recolhidas na competição 27 toneladas de lixo eletrônico.

Masculino
No torneio de celular, na categoria masculina, o grande vencedor foi Nilo Bernardes, que mandou o celular a 83,55 metros. O segundo lugar ficou com Richarleston Amaral, com 79,28 metros e Leonir Schio, com a marca de 71,37 metros.

Outras categorias
Na categoria juvenil masculino, o melhor arremesso foi de Henrique Olegini, com a marca de 40,74 metros, seguido de Gabriel Gardacho, com 34,47 metros e Ali Barakost, com 24,55.
No juvenil feminino, Julhia Murbach conquistou o primeiro lugar, com a marca de 27,31 metros, seguida de Maysa Angler, com 24 metros e Sorana da Luz, com 20,85 metros.
Participante mirim
O participante mais novo foi Vitor da Silva, de 2 anos e quatro meses. Ele arremessou o celular a 4 metros. “É muito bacana a iniciativa, pois nos divertimos e ainda ajudamos as pessoas”, disse Ivonete da Silva, mãe do garoto, que foi junto com o marido, Maxuel, e o filho mais velho, Vitório, de 12 anos.

Diversão e aprovação do público
O personal trainer Cesar Augusto Pereira participou da brincadeira e aproveitou para se livrar de um televisor antigo. “Brinquei arremessando um celular a 80 metros; fiz uma boa ação ao doar alimento e ainda tive a oportunidade de dar destinação correta a um lixo que ocupava espaço na minha casa”.
 
Notebook
O campeão do 7º Torneio Mundial de Arremesso de Notebook foi o comerciante Claudemir Balotin. Ele mandou o notebook a 31,74 metros. Balotin é parceiro do evento desde o início como rotariano, mas há três, resolveu não apenas cuidar da arrecadação dos alimentos, mas também brincar. “Meus resultados sempre foram péssimos, mas desta vez tive força, ou talvez, sorte”. O segundo colocado foi José Bonfin Júnior, com 31,18 metros, seguido de Jacson Andriolli, com 25,87 metros.
Para os ganhadores foram entregues R$ 20 mil em prêmios.
 <imprensa.itaipu@cliptime.com.br>
Crédito das fotos: Adenésio Zanella.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.