Cuidado na hora da escolha do seu creme dental

Menos da metade dos brasileiros utiliza os três itens fundamentais para uma boa higiene bucal: escova, creme e fio dental, de acordo com dados da Pesquisa Nacional de Saúde, divulgada recentemente pelo IBGE, mas engana-se quem acha que basta escovar os dentes adequadamente para estar livre de problemas como a sensibilidade. Os níveis de exposição da dentina, um dos tecidos que formam os dentes, tem aumentado nos últimos anos, gerando entre outras coisas, o incômodo dos dentes sensíveis[1]. O que muita gente não sabe é que o problema pode estar também relacionado à abrasividade ocasionada pelo creme dental.
Pode até ser um termo novo para você, mas abrasividade faz parte do vocabulário de rotina de dentistas e especialistas em saúde bucal de todo mundo já há algum tempo. O termo ganhou expressão principalmente com o aumento pela busca por produtos sem recomendação profissional  para o alívio da sensibilidade dentinária e dos tratamentos estéticos para clareamento dos dentes.
A abrasividade ao escovar os dentes é um fator agravante secundário que age em sinergia com a erosão e desgaste natural do dente[2], daí a importância de ter atenção e cuidado na hora de fazer a escolha pelo creme dental correto, especialmente com aqueles que propõem o branqueamento do esmalte dos dentes. Estudos comprovam que cremes dentais comercializados como produtos de clareamento foram geralmente mais abrasivos para dentina do que os tradicionais.
Sobre a hipersensibilidade dentinária
A hipersensibilidade dentinária é uma condição prevalente, dolorosa dos dentes. Se dá por lesões causadas pela exposição da superfície da dentina a estímulos que desencadeiam os estímulos nervosos, produzindo uma forte resposta curta e de dor. Pode ser caracterizada pela erosão que expõe a dentina, ocasionada principalmente pela recessão gengival. 
AndreLuiz.Barros@edelmansignifica.com

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.