Cuidar dos bichinhos é responsabilidade de todos

O Instituto Corpore, entidade que atua na promoção da qualidade de vida, desenvolve ações que ampliam os cuidados com a saúde e com o bem-estar da população dos municípios que atua e também de cãozinhos residentes no Abrigo Bom Pra Cachorro, projeto social da organização.
A entidade gerencia unidades de saúde, e aplica seus valores em projetos de responsabilidade social, dentre eles o espaço em Campo Mourão destinado a cuidar de cães abandonados. O abrigo oferece tratamento médico, castração,vacinação, além de cuidados básicos como água, ração e espaço de convivência.
Para celebrar o Dia do Veterinário, no próximo dia 9 de setembro, entrevistamos a Drª Melissa Dias, médica veterinária que atende os bichinhos no Abrigo Bom Pra Cachorro.
Primeiro qual é mesmo o papel de um médico veterinário? A Drª Melissa esclarece que a principal função do profissional que atende uma clínica de pequenos animais é proporcionar o bem-estar do animal e da sua família. Isso, pois quando o animalzinho está doente, causa muita dor e preocupação em sua família. Portanto, melhorar a qualidade de vida dos animais reflete diretamente na família.
Cuidados com os animais
A primeira lição é respeito, os animais assim como os humanos precisam de cuidados. O local que o bichinho irá permanecer precisa sempre estar limpo para evitar parasitas e odores. A água deve ser trocada no mínimo uma vez por dia. E se a pessoa tiver um gatinho, sempre deve manter a liteira limpa, deixar água fresca, pois gatos gostam de água limpa.
Outra dica da médica veterinária do Instituto Corpore, é sobre a prática de exercícios físicos para nossos melhores amigos, principalmente animais domésticos (cachorros e gatos) que podem sofrer de obesidade. A melhor forma de atividade física para o cão é o passeio, que deve ser feito seguindo rotinas diárias, pra manter a boa forma e a saúde. Já para gatos, os exercícios seriam em forma de brincadeiras.
As consultas com o médico veterinário também são essenciais, elas devem manter uma rotina anual quando o animal ainda é jovem, e deve ser semestral quando se torna idoso. A frequência delas pode ser alterada quando existir a presença de uma doença que exija um acompanhamento melhor.
Adotar um animal de estimação é ter um amigo para a vida toda
Quem não acha um filhotinho o ser mais fofo do mundo, no entanto adotar um bichinho de estimação é se comprometer com o bem-estar dele para a vida inteira do animalzinho.
A Drª Melissa alerta que quando uma pessoa pensa em adotar um companheiro, ela tem que saber que este animal vai depender exclusivamente dela. “A vida do animal passa a girar em torno somente de nós, se não estivermos dispostos a sermos o ‘mundo’ deles, é melhor não adotarmos”, destaca a médica veterinária.
Abrigo Bom Pra Cachorro
O abrigo como projeto de responsabilidade social da entidade existe desde 2010. Localizado em Campo Mourão (PR), o espaço atende 63 cães que foram abandonados ou resgatados. Todos os bichinhos são cadastrados, desvermifugados, vacinados, e quando necessário são encaminhados para uma clinica veterinária para tratamento. Todos os ilustres moradores são assistidos diariamente pela médica veterinária Drª Melissa Dias, além de contarem com o cuidado de duas pessoas que realizam a limpeza, a manutenção, e a alimentação dos bichinhos. (juliane@rdopress.com.br)

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.