Curitiba recebe Congresso Brasileiro de Cardiologia, evento máximo da especialidade no Brasil

O estilo de vida das mulheres mudou. Cada vez mais, elas desenvolvem diversas atividades simultâneas, como trabalhar, estudar, cuidar dos filhos, do companheiro e da casa. O acúmulo de tarefas, em conjunto com o “corre-corre”, as preocupações e o estresse do dia a dia, tem elevado o número de casos de mulheres com problemas no coração.
O médico Luiz Fernando Kubrusly, cirurgião cardiovascular e diretor clínico do Hospital VITA, lembra que uma pesquisa realizada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) revela que as cardiopatias correspondem a um terço das mortes entre mulheres no mundo. São mais de 200 mulheres que morrem por dia no Brasil, vítimas de infarto – seis vezes mais que o câncer de mama. 
De acordo com o especialista, o número de procedimentos em mulheres também tem aumentado. Para Kubrusly, a boa notícia é que a evolução da tecnologia ajuda nos tratamento das doenças cardiovasculares. “Além disso, os procedimentos e cirurgias estão cada vez menos invasivos. A doença continua frequente, mas temos soluções mais delicadas e discretas para resolver os problemas”, argumenta.
É o caso da troca de válvula aórtica sem incisão, conhecida como TAV – ou seja, um implante de válvula cardíaca sem abrir o tórax. Outro procedimento que tem sido bem comum é a colocação de stents, que estão cada vez mais modernos. O stent é um tubo minúsculo usado para devolver um ritmo próximo ao normal no fluxo sanguíneo da artéria coronária.
O médico explica que além do estresse causado pelo acúmulo de tarefas e pela dupla jornada, o tabagismo, uso da pílula anticoncepcional e o excesso de bebida também estão associados aos problemas cardiovasculares. Dietas desequilibradas, histórico familiar cardiopatias e o sedentarismo são outros fatores de risco. “Por isso, é importante ir ao médico e realizar exames preventivos de uma a duas vezes ao ano”, destaca Kubrusly.

Expoentes da cardiologia reunidos em Curitiba – Neste fim de semana, entre os dias 18 e 21 de setembro, Curitiba sedia o 70º Congresso Brasileiro de Cardiologia, no Expotrade – Centro de Convenções. O evento, promovido pela Sociedade Brasileira de Cardiologia, vai contar com a presença de médicos de todo o país, entre eles o cirurgião cardiovascular e diretor clínico do Hospital VITA, Luiz Fernando Kubrusly. O médico vai ser moderador de mesa sobre aneurisma, plastia da válvula mitral e o aumento do número de cirurgias cardíacas em mulheres.
VITA na campanha “Setembro Vermelho” – Em comemoração ao Dia Mundial do Coração, celebrado no último domingo de setembro, o Hospital VITA entra na campanha nacional “Setembro Vermelho”. Além de iluminar a fachada com luz vermelha, o hospital vai distribuir folders explicativos e decorar os corredores com bexigas em formato de coração para chamar a atenção da comunidade para a prevenção de doenças cardiovasculares. A campanha conta com a parceria do Instituto Lado a Lado Pela Vida.

Na foto, o Dr. Luiz Fernando Kubrusly. Crédito: Rafael Danielewicz 
(centralpress@centralpress.com.br)

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.