Inadimplência das empresas tem alta de 16,1% em agosto, revela Serasa Experian

O Indicador
Serasa Experian de Inadimplência das Empresas
apontou crescimento de 16,1%
em agosto/2015, na comparação com agosto/14. No acumulado deste ano até agosto,
na comparação com o mesmo período do ano anterior, o índice teve elevação de
13,3%. É o maior percentual nesta comparação desde 2012, quando foi observado
aumento de 14,3%. A comparação mensal – agosto de 2015 x julho de 2015 –,
apresentou queda de 5,7%.
Segundo os economistas da
Serasa Experian, o aprofundamento da recessão econômica e as escaladas das
taxas de juros e do dólar estão impactando negativamente a geração de caixa e a
capacidade de pagamento das empresas, impondo sérias dificuldades à quitação de
seus compromissos financeiros neste ano de 2015.
Na decomposição da variação mensal do indicador, os
cheques sem fundos foram os que mais pesaram para a queda do índice no mês,
com decréscimo de 13,4% e contribuição negativa de 2,0 p.p. As dívidas
bancárias tiveram queda de 2,0% e contribuição negativa de 0,4 p.p. e os
protestos tiveram a mesma queda (2,0%), contribuindo negativamente com 4,2 p.p.
As dívidas não bancárias (junto aos cartões de crédito, financeiras,
lojas em geral e prestadoras de serviços como telefonia e fornecimento de
energia elétrica, água etc.) tiveram alta de 2,3% e contribuição de 0,9 p.p.
Veja os dados completos na tabela abaixo:
Decomposição do Indicador
Serasa Experian de Inadimplência das Empresas
Ago 2015 X Jul 2015
Dívidas não bancárias
Bancos
Protestos
Cheques
Total
Variação (%)
2,3
-2,0
-2,0
-13,4
-5,7
Peso (%)
39,2
18,6
27,4
14,9
100,0
Contribuição (p.p.)
0,9
-0,4
-4,2
-2,0
-5,7
 Fonte: Serasa Experian
Sobe o valor médio dos títulos protestados
O valor médio dos títulos protestados cresceu 15,4% de
janeiro a agosto de 2015, na comparação com o mesmo período do ano anterior. O
valor médio dos cheques sem fundos e das dívidas não bancárias também
apresentou alta de 6,8% e 0,4%, respectivamente. Já o valor médio da inadimplência
com os bancos registrou queda de 18,5%. Confira mais informações na tabela
abaixo:
Modalidades de Inadimplência
Valor médio das dívidas Jan a Ago 2014
Valor médio das dívidas Jan a Ago 2015
Variação (%)
Títulos
protestados
R$
2.210,72
R$
2.507,23
15,4%
Cheques sem
fundos
R$
2.270,83
R$
2.441,44
6,8%
Dívidas não
bancárias
R$ 865,95
R$
869,30
0,4%
Dívidas com
os bancos
R$
4.975,91
R$
4.056,56
-18,5%
 Fonte: Serasa
Experian
Feirão Limpa Nome Online Empresas
Para
as empresas inadimplentes, a Serasa Experian realiza entre os dias 28 de
setembro e 5 de outubro, o Feirão Limpa Nome Online. Os empresários que estão
em situação de inadimplência terão a chance de renegociar dívidas em atraso
pela internet. O serviço gratuito conta com a participação de credores de
vários segmentos, dispostos a oferecer condições especiais, como prazos e
descontos, para que as empresas negativadas regularizem as finanças.
O empresário deve
acessar o site www.limpanomeempresas.com.br, se cadastrar e verificar
se os credores com os quais ele possui pendências financeiras relacionadas na
base de dados da Serasa estão participando. Ao escolher e clicar no nome da
companhia com a qual se deseja negociar surgirá uma nova janela apresentando as
pendências da empresa inadimplente e os canais de atendimento disponíveis
(telefones, e-mail, site e chat). Em alguns casos, é possível até mesmo que o
boleto de pagamento já esteja à disposição a partir de uma proposta inicial
feita pelo credor. O serviço funciona 24 horas por dia (algumas empresas
disponibilizam ainda outros canais de atendimento com horários específicos de
funcionamento).
A série
histórica deste indicador está disponível em:
Metodologia
O Indicador Serasa
Experian de Inadimplência das Empresas, por analisar eventos ocorridos em todo
o Brasil, reflete o comportamento da inadimplência em âmbito nacional. O
indicador considera as variações registradas no número de cheques sem fundos,
títulos protestados e dívidas vencidas com instituições bancárias e não
bancárias.
Você
também lê esta notícia no site:

<Ana.Greghi@br.experian.com>

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.