Lareiras dão charme especial à decoração

Lareiras remetem a aconchego, romance e ao friozinho típico do inverno no sul do país. Cada vez mais modernas e sustentáveis, elas ganham destaque em ambientes que vão desde áreas comuns em prédios, a espaços menores dentro das casas.
Elas podem ser de diferentes tipos e funcionarem por fontes variáveis, mas têm algo em comum, embelezam e aquecem qualquer ambiente. Os modelos mais recentes não precisam nem mais de chaminé e já podem ser regulados com controle remoto.
Basicamente há quatro tipos no mercado: as que funcionam com biofluído, gás natural, gás de botijão e energia elétrica. Com custos e materiais diferentes o ideal antes da instalação é definir o local onde ela será colocada e nesta hora um bom arquiteto pode ajudar.
Fernanda Conssonni é arquiteta de interiores comerciais e residenciais, e profissional renomada na região. Já realizou projetos ousados e desafiadores, principalmente os que envolvem grandes ambientes e grande circulação de pessoas. Um deles é o Marina Beach Towers, empreendimento da Construtora Mendes Sibara, recentemente premiado no quesito inovação, pelo Oscar do Mercado Imobiliário promovido pela Associação dos Corretores de Imóveis de Balneário Camboriú – ACIBC. No local ela decorou o Plantão de vendas, um apartamento e toda a área de lazer do edifício.
O Marina Beach Towers possui uma farta área externa para lazer, incluindo um deck com uma linda piscina para dias quentes. A ideia da arquiteta ao decorar o Hall desta área foi aproveitar o pé direito duplo e instalar uma lareira, tornando o espaço agradável também no clima mais frio. “A lareira suspensa em ferro fica linda em pés direitos altos, pois seu duto longo cria um charme especial e bem contemporâneo, tornando o ambiente acolhedor e aconchegante para quem espera para ir nas áreas de salões de festas e jogos e também para quem quer receber amigos e conversar”, acrescenta Fernanda.
Para compor o ambiente a arquiteta também usou mantas, tapetes e almofadas em tecido, e aproveitando que o edifício tem grandes vãos de vidro, que permitem entrar a claridade, deixou o ambiente ainda mais confortável.
Segundo Fernanda é possível conciliar o ambiente de praia, que temos em Balneário Camboriú, com um ambiente de inverno. “Vivemos numa região sub tropical onde o inverno e verão são distintos. Dias menos ensolarados e de inverno também podem ser atrativos em ambientes bem montados e acolhedores, por isso num projeto de interiores lembramos que o cliente precisa aproveitar seu ambiente em todas temperaturas do ano”, explica a arquiteta, que optou por uma lareira com a função de biofluído, que já vem com revestimento térmico que isola o calor onde estará apoiada. “Estas lareiras a base de biofluído não exigem uso de gás ou lenha. O duto, neste caso, é apenas estético, além de não precisar de manutenção, pois basta encher o recipiente em aço inox com o biofluido e colocar o fogo em combustão”, comenta. De acordo com Fernanda, existem outros modelos de lareiras, como a usada no Marina, que podem sem encaixadas em lareiras tradicionais e eliminar o uso do duto, se tornando peças centrais em mesas de pedra, por exemplo. “Vai da criatividade do profissional”, brinca Fernanda.
A arquiteta também esclarece para quem pretende ter uma lareira em casa, que alguns cuidados são essenciais ao executar o projeto. “Materiais como ferro, pedras e alvenaria com refratário são as melhores opções atualmente, mas é importante evitar a instalação abaixo de TV e equipamentos eletrônicos, pois podem danificar. Também mantenha as lareiras a uma distância segura de tecidos, como cortinas e almofadas, para evitar acidentes”, finalizou Fernanda.
assessoriaagenciaa@gmail.com

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.