Primavera aumenta casos de alergias sazonais

Ruas mais floridas e uma brisa suave no ar. A primavera, que começa nesta quarta-feira, dia 23 de setembro, traz também um aumento na incidência de doenças alérgicas. Coriza, espirros, irritação nos olhos, garganta e até mesmo na pele estão entre os sintomas mais comuns das alergias. “A alergia é uma resposta imunológica do organismo perante uma determinada substância da qual ele é sensível. Com a baixa umidade e a maior quantidade de pólen disperso pelo ar, as crises alérgicas se intensificam nesta época do ano”, explica Marcos Kozlowski, bioquímico e responsável técnico do LANAC – Laboratório de Análises Clínicas.
Através de medidas simples, como deixar os ambientes arejados e limpá-los com um pano úmido, é possível aliviar os sintomas das alergias. Mas, para receber o tratamento adequado, é fundamental analisar criteriosamente as reações alérgicas e descobrir suas causas. “Oferecemos mais de 300 exames para detecção de alergias. Em torno de 25% dos resultados positivos são referentes à rinite alérgica, o tipo que mais atinge os adolescentes”, conta o bioquímico. Os testes sanguíneos, como o RAST, atuam com uma dosagem de anticorpos (IgE) e identificam o alérgeno responsável pelas manifestações alérgicas. O resultado sai entre 24 e 48 horas após a realização do exame.
Com o conhecimento sobre a substância que provoca a alergia, o tratamento fica mais simples, já que é possível evitar o contato com ela. Poeira, ácaros, pólen, mofo, látex e insetos estão entre os agentes desencadeantes mais conhecidos. “As reações alérgicas atingem de 35 a 40% dos brasileiros, sendo as mais comuns a asma, a rinite e a bronquite. Por isso, realizar os exames e buscar o tratamento adequado – que geralmente é focado no controle ambiental e na terapia farmacológica – é fundamental”, diz Kozlowski. No LANAC, a solicitação por exames de alergias crescem durante a estação mais florida ano.
Sobre o LANAC
Há 22 anos, o LANAC – Laboratórios de Análises Clínicas se diferencia por se manter, com orgulho, como empresa 100% paranaense. Hoje, o laboratório oferece mais de dois mil tipos de exames, além de coleta domiciliar e assessoria científica para médicos e conta com mais de 280 colaboradores. Recebe exames de 25 laboratórios, atuando como laboratório de apoio. A sede central, com 1.200 m², é o maior centro de análises clínicas de Curitiba. Além da sede central, o LANAC mantém outros trinta postos de coleta na cidade. A empresa participa de testes de proficiência do Controle Nacional de Qualidade da Sociedade Brasileira de Análises Clínicas, com nota excelente desde 1992 e mantêm a certificação ISO 9001/2008 atualizada desde 2004. (jornalismo@iemecomunicacao.com.br)

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.