Resultado parcial de processo seletivo da Itaipu é divulgado

O Núcleo de Concursos da Universidade Federal do Paraná (UFPR) divulgou, nessa segunda-feira (31), o resultado parcial do processo seletivo para preenchimento de 21 vagas na Itaipu Binacional.
Foram divulgados os classificados para 17 cargos e os candidatos convocados para as provas oral e de compreensão auditiva do cargo 13/1006 – Comunicação Social – Habilitação em Relações Públicas. O acesso pode ser feito pelo site http://www.nc.ufpr.br/ ou pela página da Itaipu, no endereço www.itaipu.gov.br (disponível nesta terça-feira, dia 1º, a partir das 15h).
Para os concorrentes às vagas com formação em Direito, Letras ou Jornalismo, Comunicação Social – habilitação em Relações Públicas e Secretariado Executivo (cargos 5, 12, 13 e 14/1006), o resultado final será divulgado em 30 de setembro.
Ao todo, o processo seletivo teve 10.395 candidatos inscritos. Das 21 vagas, 14 são destinadas aos profissionais de nível superior, seis para técnico e uma para médio (atuação no almoxarifado). O salário base inicial varia de R$ 2.505,43 a R$ 5.568,11.
Neste ano, a Itaipu Binacional, mesmo não sendo obrigada por lei, incluiu a reserva de vagas para pessoas negras. Entre negros e pardos, foram confirmadas 963 inscrições. O número de candidatos com deficiência, com inscrições confirmadas, é de 97 pessoas.
A Itaipu
Com 20 unidades geradoras e 14.000 MW de potência instalada, a Itaipu Binacional é líder mundial na geração de energia limpa e renovável, tendo produzido, desde 1984, mais de 2,2 bilhões de MWh. A hidrelétrica é responsável pelo abastecimento de cerca de 17% de toda a energia consumida pelo Brasil e de 75% do Paraguai. Desde 2003, Itaipu tem como missão empresarial “gerar energia elétrica de qualidade, com responsabilidade social e ambiental, impulsionando o desenvolvimento econômico, turístico e tecnológico, sustentável, no Brasil e no Paraguai”. A empresa tem ainda como visão de futuro chegar a 2020 como “a geradora de energia limpa e renovável com o melhor desempenho operativo e as melhores práticas de sustentabilidade do mundo, impulsionando o desenvolvimento sustentável e a integração regional”.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.