Varejo paranaense inicia 2º semestre no vermelho

As vendas do varejo paranaense permanecem em queda e começaram o 2º semestre do ano no vermelho. Segundo a Pesquisa Conjuntural da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Paraná (Fecomércio PR) em julho houve redução de -12,74% no faturamento ante o mesmo mês de 2014. Ainda que na comparação com junho tenha ocorrido leve alta de 1,19%, no acumulado do ano o comércio registra perdas de -4,59%.
                      Conforme analisa o presidente da Fecomércio PR, Darci Piana, ao invés do aumento que tradicionalmente ocorre no início do segundo semestre, a evolução das vendas segue em viés de queda. “Normalmente as vendas são mais fracas no primeiro semestre e começam a crescer a partir de julho, fato que não ocorreu neste ano em virtude dos cenários econômico e político pouco favoráveis. Os juros em alta, o rebaixamento do grau de investimento do Brasil, o dólar em disparada e o aperto fiscal compõem uma fórmula desfavorável para o comércio, para a indústria e todo o setor produtivo”, avalia.
                      A redução nas vendas já afeta o nível de empregos no Paraná, que mostrou baixa de -1,7% no acumulado do ano e de -3,2% na comparação com julho do ano passado.
Setores
                      Na análise interanual (julho/15 contra julho/14), os únicos setores que apresentaram aumento nas vendas foram as livrarias e papelarias (5,73%), supermercados (5,31%) e farmácias (1,03%).
                      Os piores resultados foram aferidos pelas concessionárias de veículos (-28,88%), autopeças (-23,73%), combustíveis (-17,93%), móveis, decorações e utilidades domésticas (-16,33%), materiais de construção (-11,07%) e lojas de departamentos (-10,31%).
                      No acumulado de janeiro a julho, estão com saldo positivo de vendas apenas as livrarias e papelarias (9,68%), supermercados (7,44%), farmácias (3,21%), combustíveis (0,55%) e lojas de departamentos (0,44%). As concessionárias de veículos e o setor de autopeças amargam as baixas mais significativas, com -24,25% e -15,06%, respectivamente.
Regiões
                      A pesquisa da Fecomércio PR registrou queda nas vendas em todas as regiões do Estado. A redução mais expressiva ocorreu na região Sudoeste, com baixas de -20,28% no faturamento em julho ante o mesmo mês de 2014 e de -7,52% no acumulado do ano.
                      Na análise interanual, o varejo de Londrina teve retração de -15,56%, seguido por Curitiba e Região Metropolitana (-13,73%), região Oeste (-11,72%), Ponta Grossa (-8,24%) e Maringá (-2,52%).
Confira a pesquisa completa:
(raissa.gomes@pr.senac.br)

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.