ABAV-PR PREOCUPA-SE COM GREVE EM ITAIPU: COMPLEXO NÃO VAI ABRIR NO PRÓXIMO FERIADO

Complexo turístico de Itaipu é o 2º
principal atrativo de Foz do Iguaçu e paralização já causa prejuízos ao turismo
da região
A greve dos eletricitários de Itaipu, iniciada no dia 16 de
setembro, está causando muitos prejuízos ao Turismo. Com a paralização, os
passeios à hidrelétrica estão suspensos e os agentes de viagens já estão precisando
realizar reembolsos e cancelamento de pacotes para a cidade. De acordo com o
vice-presidente da Associação Brasileira das Agências de Viagens do Paraná
(ABAV-PR), Felipe Gonzalez, a situação também pode culminar em um retrocesso,
pois os passeios pelo Complexo de Itaipu passaram a ser incluídos nos pacotes
para o Destino Foz do Iguaçu em 2009 e esse tipo de situação promove
insegurança nas operadoras de Turismo. “Se as operadoras não tiverem garantias
de que os passeios têm condições de ocorrer, vão retirar Itaipu dos pacotes.
Seria uma pena, um retrocesso. Nós, da ABAV-PR, trabalhamos pela união do trade
turístico e pela melhor composição de produtos para os visitantes. Situações
como essa causam transtornos imensos e fazem com que o destino perca
credibilidade”.
Desde o início da paralização, estima-se que 14 mil
visitantes deixaram de fazer os passeios pela usina. Dados do Conselho
Municipal de Turismo (Comtur) mostram que os turistas gastam, em média, US$ 80
por dia na cidade. “Já são mais de dez dias de paralização. A greve começa a
afetar vários segmentos dentro da cadeia do Turismo, como as empresas de
transportes, a hotelaria. Quem perde não é só o Complexo de Itaipu, mas o
Turismo como um todo e o município”, alerta o presidente da ABAV-PR, Roberto
Bacovis, manifestando muita preocupação com o caso.
Apesar da direção da Itaipu informar por meio de nota que
está aberta ao diálogo e à negociação, as lideranças do Turismo na região não
sentem que as negociações estão evoluindo. “Os agentes de viagens estão
buscando alternativas para essa situação, como promover as visitas com entrada
pelo lado paraguaio da Usina ou realizando reembolsos, mas precisamos que a
situação seja resolvida com mais agilidade”, finaliza Gonzalez, preocupado com o movimento de turistas na cidade no feriado do dia 12 de outubro, data em que o Complexo Turístico de Itaipu vai manter suas portas fechadas.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.