Entenda a diferença entre dor inflamatória, neuropática e mista

A dor é um dos mecanismos de defesa mais importantes do nosso organismo e, mesmo sendo incômoda e indesejada, serve para alertar sobre um desequilíbrio ou trazer um sinal de que algo vai mal ou está errado. Em 11 de outubro é comemorado o Dia de Combate à Dor, que visa conscientizar sobre os tipos de dores, além de incentivar o diagnóstico e tratamento.
Se não for tradada corretamente, a dor pode ocasionar, além dos incômodos, outros problemas psicológicos como distúrbio do sono, perda de energia, tontura, depressão, ansiedade e falta de apetite.¹
O médico ortopedista Camilo Partezani Helito explica que a dor pode se apresentar de três formas: inflamatória, neuropática e mista. “As dores inflamatória e neuropática são as mais conhecidas do público, mas desconhecem a existência da dor mista, que nada mais é do que a coexistência desses dois tipos de dor”, afirma.
A dor inflamatória, ou nociceptiva, deriva de uma lesão tecidual contínua, deixando o sistema nervoso central sem nenhuma alteração. Ela pode ser crônica, mas geralmente é transitória, desaparecendo após a cura dos tecidos lesados. “A dor nociceptiva é uma dor bem localizada, mais fácil de tatear e costuma não ser duradoura”, ressalta o médico, lembrando que, como em todos os casos, há exceções. 
Por outro lado, quando os nervos do sistema nervoso central ou periférico não estão funcionando corretamente, a dor é chamada de neuropática. Neste caso, não há uma lesão tecidual e a região dolorida não se situa, necessariamente, no local afetado. “Essa dor apresenta sintomas como a dormência, queimação, formigamento e choques elétricos e podem ser provenientes de lesões traumáticas, metabólicas, infecciosas, tóxicas, vasculares e até nutricionais”, acrescenta Helito.
O que pouca gente sabe, porém, é que a mais comum das dores é a mista, que também é conhecida como dor combinada. Nesses casos, o paciente sofre não somente a compreensão de nervos e raízes (dor neuropática), mas também com problemas nos ossos, facetas, articulações e ligamentos (estruturas musculoesqueléticas)².
Um exemplo da dor mista é a famosa dor no ciático, que irradia da coluna lombar para a parte posterior da coxa ou da perna. Síndrome do canal cárpico, cervicobraquialgias e dor neoplásica são outras formas da dor mista.
“Todo o diagnóstico provém de uma análise minuciosa e da apuração do histórico do paciente. Quando verificamos a presença combinada dos sintomas, ligamos o alerta para verificar se existe, de fato, uma lesão neuropática naquele paciente que já apresenta sintomas de dor inflamatória”, diz Helito, lembrando que a medicina utiliza escalas para diferenciar o tipo de dor e intensidade do sintoma.
Existem mais de uma escala que são compostas de perguntas onde se explora aspectos qualitativos e sensitivos da dor.²
O médico ressalta ainda que quanto mais rápido for o diagnóstico, mais rápido será o tratamento. Helito diz que nos casos de dor mista, por exemplo, o paciente terá que trabalhar com pelo menos dois tipos de medicação. “Sem passar por uma consulta médica, ele dificilmente teria essa noção. Portanto, é importante que o paciente não se automedique e procure um especialista”, finaliza.
Referências
¹ Tsang A, et al. Common chronic pain conditions in developed and developing countries: gender and age differences and comorbidity with depression-anxiety disorders. J Pain. 2008 Oct;9(10):883-91. doi: 10.1016/j.jpain.2008.05.005. Epub 2008 Jul 7. Erratum in: J Pain. 2009 May;10(5):553. Demytteneare, K [added]. PubMed PMID: 18602869.
Sobre a divisão Consumer Health da Merck
Marcas da divisão Consumer Health da Merck, como Alginac, Citoneurin®, Dexa-Citoneurin NFF, Floratil®, Bion®3 e Cebion®, são líderes em mercados importantes, apoiadas pela ciência e pela confiança dos consumidores do mundo inteiro. A divisão Consumer Health conta com aproximadamente 2.000 funcionários globalmente em mais de 40 mercados. Desde 2014, o portfólio compreende marcas com receita anual total de mais de US$1 bilhão. Consumer Health é uma divisão do Grupo Merck com sede mundial em Darmstadt, Alemanha.
Sobre o Grupo Merck
A Merck é uma empresa líder em produtos inovadores de alta tecnologia e de qualidade superior nos setores de Produtos Farmacêuticos, Ciências da Vida e Materiais de Performance. A companhia tem seis negócios – Merck Serono, Consumer Health, Allergopharma, Biosimilares, Merck Millipore e Materiais de Performance – e gerou vendas de € 11.3 bilhões em 2014. Aproximadamente 39.000 funcionários trabalham em 66 países para melhorar a qualidade de vida dos pacientes, promover o sucesso de nossos clientes e ajudar a atender os desafios globais.
A Merck é a empresa farmacêutica e química mais antiga do mundo. Desde 1668 nosso nome é sinônimo de inovação, sucesso empresarial e empreendedorismo responsável. A família fundadora continua a ser, até hoje, a acionista majoritária da empresa. A Merck detém os direitos globais do nome e da marca da Merck. As únicas exceções são o Canadá e os Estados Unidos, onde a empresa é conhecida como EMD Serono, EMD Millipore e EMD Performance Materials. <Vitor.Pajaro@s2publicom.com.br>

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.