Exposição Abstratos de Kenji Fukuda traz ao Clube Curitibano sua mais recente produção

Entre os dias 30 de outubro e 20 de novembro, o Clube Curitibano recebe a exposição Abstratos de Kenji Fukuda, cerca de 25 obras em grandes dimensões, resultado de sua mais recente produção.  A união de formas geométricas e estruturas indefinidas, aliada ao uso de tonalidades, são características das telas do artista, que proporcionam encontros entre técnicas e sensações. Suas obras, normalmente em grandes formatos, agradam e instigam de forma sutil o espectador.
            A elegância e harmonia das cores e o uso cuidadoso de texturas fazem de seu trabalho artístico uma agradável experiência atemporal. Suas origens orientais transparecem na atenção milimétrica que já se antecipa à obra nos estudos – produzidos em cartonagem e armazenados envoltos em papel manteiga no amplo ateliê do artista em Curitiba.
Fukuda
A transição do figurativo para o abstrato nas hábeis mãos de Kenji Fukuda se deu de forma natural e consolidou a identidade do artista, cuja frutífera carreira iniciou nos anos 1960, em Lins, no interior de São Paulo. “Em cada traço figurativo o abstrato insinuava-se. Provocando, instigando, desafiando. Um dia Fukuda não resistiu. Entregou-se”, afirmou Carlos Von Schmidt, para quem Fukuda é um “artista que sem alarde, exibicionismo e espalhafato, reformula com seu abstracionismo lírico, com sua geometria sensível, conceitos abstratos há muito arraigados, estratificados. Sua contribuição à pintura abstrata contemporânea é como lufada de ar fresco em tarde de verão”.
            Na interpretação da crítica Carol Damian, “Fukuda busca essas associações complexas entre espaço aberto e tonalidades harmoniosas. Suas formas cuidadosamente ajustadas permitem a construção de composições de grande elegância e tranquilidade abstrata”.  
            O crítico de arte Peter Kamel da revista Time ressaltou: “Os clichês caem quando se vê o trabalho do artista brasileiro Kenji Fukuda, cujas criações são tão atemporais, serenas e harmoniosas quanto um jardim japonês de pedras. Em um mundo artístico contemporâneo que celebra as expressões do multiculturalismo, as pinturas e esculturas de Fukuda, todas abstratas, são premiadas por unirem as estéticas do sul e do leste”.
            O vernissage da exposiçãoo acontece a partir das 19 horas do dia 30 de outubro de 2015, no Centro de Integração do Clube Curitibano.
Serviço
“Abstrato” – Kenji Fukuda
Abertura: 30 de outubro, às 19 horas
De 30 de outubro a 20 de novembro de 2015
Segunda à sexta, das 9h às 19h e sábado e domingo, das 10h às 17h
Centro de Integração do Clube Curitibano (Av. Presidente Getúlio Vargas, 2857)
 <thais@isabelafranca.com.br>

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.