Juliana Lahóz Arquitetura explica o que é um projeto de transformação do uso dos espaços

O conceito de retrofit surgiu no final da década de 90 e começou nos Estados Unidos, onde existia o hábito de construir tudo do zero e começar algo novo e na Europa, pela necessidade de manutenção e renovação das construções históricas. Com a percepção de que seria interessante aproveitar construções com uma história e identidade houve a opção de readequar os usos e modernizar as instalações e infraestrutura. Em Nova York, por exemplo, o retrofit surgiu para reaproveitar o espaço das fábricas, onde foram instalados lofts com estilo industrial. Já na Europa, o conceito foi tão bem aceito, que hoje corresponde a 50% das edificações.
Mais do que uma simples reforma, o retrofit envolve uma série de ações de modernização e readequação de instalações. O processo pode ser feito para uma remodelagem completa no uso do espaço ou então em pequenas mudanças no layout, como a reestrutura, acabamento e projetos de iluminação no ambiente. No caso de um apartamento localizado no centro de Curitiba, o escritório Juliana Lahóz Arquitetura realizou o retrofit alterando a estrutura, que inicialmente era em formato de kitinete, para um modelo de loft, apresentando um conceito mais atual, com ambientes integrados. Tais mudanças, facilitaram a locomoção da moradora e resultaram em uma residência mais contemporânea.
De acordo com a arquiteta à frente do escritório, o que norteou o projeto foi a paixão da moradora pela Grécia. Pensando nisso, a profissional escolheu trabalhar com as cores azul e branco no loft e uma estante foi feita sob medida, tendo como base o formato de chave grega. “Geralmente a necessidade de mudança parte do cliente, então apresentamos soluções que tem como resultando uma finalização melhor no trabalho, dando um upgrade na ideia inicial”, comenta Juliana.
Esse projeto representa bem o conceito de retrofit, pois houve o ajuste dos espaços de acordo com o que a moradora queria, mas também teve como prioridade a funcionalidade e segurança em cada ambiente. Essas são características dessa tendência construtiva: preservar o que há de bom na construção existente, adequá-la às exigências atuais e, ainda, estender a sua vida útil, tendo como base as necessidades do cliente.
Sobre Juliana Lahóz Arquitetura:
Há 18 anos no mercado de arquitetura e decoração, Juliana Lahóz está a frente do escritório que leva seu nome, conhecido por oferecer toda a atenção para o cliente, atendendo as necessidades de cada projeto, além de ter como diferencial o acompanhamento e execução das obras. Juliana Lahóz é graduada em Arquitetura e Urbanismo pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná, PUC-PR, e tem especialização em Gerenciamento de Obras pela Universidade Tecnológica Federal do Paraná, UTFPR. 
Serviço:
Juliana Lahóz Arquitetura – CAU: A28553-6
 Avenida Nossa Senhora da Luz, 499, em Curitiba (PR)
Horário de atendimento: Segunda a sexta-feira, das 08h às 12h e das 13h30 às 18h.
Crédito fotos: Juliana Lahóz
Crédito foto da profissional: Nenad Radovanovic
<jornalismo04@bgcomunicacao.com.br>

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.