Lideranças do oeste discutem desenvolvimento por meio de micro e pequenas empresas

Encontro
aconteceu nesta quinta-feira, dia 29, no Sebrae/PR em Cascavel; mais de 50
municípios estiveram representados no evento entre prefeitos, secretários e
associações empresariais


Cerca de 150
pessoas, entre prefeitos, secretários e representantes de entidades de fomento
ao empreendedorismo nos municípios, como associações empresariais, participaram
do Encontro Regional de Lideranças do Programa Cidade Empreendedora nesta
quinta-feira, dia 29, no Sebrae/PR em Cascavel. Com o objetivo de compartilhar
boas práticas que envolvem políticas públicas de fomento ao empreendedorismo, o
evento é inédito na região e, neste formato, único no Paraná.
De acordo com o
coordenador estadual de Políticas Públicas do Sebrae/PR, Luiz Marcelo Padilha,
o Paraná é referência no que tange à melhoria do ambiente para os pequenos
negócios e, na região oeste, muito se tem a partilhar sobre ações realizadas.
“O evento oportuniza a troca de experiências entre prefeituras daqui mesmo.
Claro que se pode ir em busca de modelos de outras regiões, outros estados. Mas
é preciso saber que as prefeituras da região também têm bons exemplos”,
destaca.
Orestes Hotz,
gerente regional do Sebrae/PR no oeste paranaense, complementa que, apesar de
haver realidades diferentes de cidade para cidade, as ideias podem ser
adaptadas à realidade local. “Toda boa prática pode ser aproveitada, basta
incluir especificidades do município na ideia original que já deu certo em
outra localidade. Além do benchmarking, o encontro também veio com a
proposta de promover integração entre os líderes das cidades que compõem a
região”, contextualiza.
Dentro da
programação do evento, uma palestra com Silvio Barros, secretário de
Planejamento e Coordenação Geral do Estado do Paraná. “Há muita relação entre o
poder e a palavra. Manter a palavra é muito importante para que se mantenha o
poder, por exemplo”, provocou Silvio Barros ao levantar sobre as possíveis
causas da crise. “É muito provável que ela tenha começado na política, por
conta de políticas públicas mal implantadas por gestores públicos”,
acrescentou.
O secretário de
Planejamento, que também já foi prefeito de Maringá e, atualmente, é
conselheiro do Sebrae/PR, enfatizou o papel do gestor público para os líderes
municipais presentes do evento. “O prefeito é o executivo contratado pelo povo,
através do voto, para executar o que o povo quer. Ninguém, por melhor ou pior
que seja, assumiu o cargo sozinho. Com envolvimento político, muita coisa pode
ser feita para sair da crise. O que a sua cidade vai apresentar de boas
práticas?”, disse.
Exemplos
Depois da
palestra de Silvio Barros, o evento trouxe oportunidades para que os prefeitos
compartilhassem ações em prol das micro e pequenas empresas que deram certo em
seus municípios. Um dos exemplos veio de Toledo. “Depois de muito estudo,
pareceres, visitas ao Tribunal de Contas do Estado, conseguimos aprovar, por
lei, o aporte de recursos do município à Garantioeste [Sociedade Garantidora de
Crédito]. Somos a primeira prefeitura do País a fazer isso, o que vai
possibilitar que os pequenos negócios possam ter crédito para ajudá-los a
crescer”, disse Beto Lunitti, prefeito de Toledo.
Já o prefeito
de Quatro Pontes, Paulo César Feyh, enfatizou as parcerias, inclusive com a
própria população, para o desenvolvimento do ambiente empresarial. 
“Desenvolvemos um plano de governo e, ao assumirmos a Prefeitura, fomos
validá-lo com a comunidade. Pouco mais de 50% da população estavam de acordo.
Para não governar apenas para a metade da população, fomos conversar novamente
com a comunidade e receber as necessidades deles. Com isso, reformulamos todas
as propostas. Também percebemos que o apoio de entidades, como associação
comercial e Sebrae, é fundamental.”
Entre Rios do
Oeste também compartilhou ações de fomento ao empreendedorismo, com as
aplicações práticas das compras públicas locais; Laranjeiras do Sul relatou
sobre os benefícios da Sala do Empreendedor e a interação com as secretarias do
município; Santa Helena trouxe o exemplo do programa Investe Santa Helena, que
subsidia crédito para investimento nas micro e pequenas empresas; Guaraniaçu
dividiu resultados obtidos com apoio ao setor cooperativista e agroindústrias;
Terra Roxa destacou ações de empreendedorismo nas escolas; dentre outros.

Participaram do Encontro de Lideranças mais de
50 cidades da região. O evento terminou com a palestra “Liderança
Transformadora” ministrada pelo conferencista e consultor organizacional Allan
Costa.

Fotos: Helen Marques

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.