Natal das Cataratas volta à Praça do Mitre e às ruas de Foz do Iguaçu

Crédito das fotos: Alexandre Marchetti.

 

Foz do Iguaçu volta a ter este ano o Natal das Cataratas, graças a uma parceria entre a Itaipu Binacional, a Prefeitura, o Fundo Iguaçu e o Iguassu Convention & Visitors Bureau, que se uniram para viabilizar o evento. A programação começa no dia 27 de novembro e prossegue até 23 de dezembro. A decoração natalina permanecerá até 5 de janeiro, Dia de Reis.
O anúncio foi feito nesta terça-feira, 20, em entrevista coletiva da qual participaram a vice-prefeita de Foz do Iguaçu, Ivone Barofaldi; o superintendente de Comunicação Social da Itaipu e presidente do Fundo Iguaçu, Gilmar Piolla; o secretário municipal de Turismo, Paulo Tremarin; e o presidente da Fundação Cultural, Adailton Avelino, o Cantor.
“Essa é a parceria que esperávamos ter nas primeiras edições e que esperamos ter nos próximos anos, para garantir a realização deste evento maravilhoso, que é feito para a população de Foz do Iguaçu e também para os turistas que nos visitam”, disse Gilmar Piolla.
“Nós já provamos que temos condições de fazer um Natal que encante nossos moradores e atraia os turistas”, reforçou a vice-prefeita Ivone Barofaldi. “E o deste ano será muito lindo”, garantiu. “Será um Natal para enriquecermos a nossa alma”. Ela disse que, no ano que vem, o evento começará a ser planejado já a partir de fevereiro.
Recursos
O investimento previsto na realização do Natal das Cataratas é de R$ 1 milhão. O total será dividido entre as instituições que fazem parte da parceria, que inclui ainda a Cataratas do Iguaçu S.A. e a Fecomércio. Serão buscados também outros patrocínios.
“Nós esperamos, com o Natal das Cataratas, uma série de retornos: nas vendas do comércio de Foz do Iguaçu, no aumento de turistas que nos visitam, na melhora da autoestima dos moradores, na imagem da cidade e no encantamento das crianças com a magia do Natal”, disse Piolla. “E também um retorno social e espiritual”.
Piolla acrescentou que o investimento é praticamente o mesmo que foi feito em 2013, mesmo considerando a inflação. Mas que, para isso, tudo está sendo negociado com os fornecedores. “Pechinchamos cada valor”, disse. Lembrou, ainda, que quase todo o material será reaproveitado, mas passará por reformas para garantir as cores e os brilhos, como nos pórticos.
Também haverá economia nos gastos com os espetáculos diários. Serão contratados artistas locais, a preços bem mais baixos que para trazer artistas de outras regiões. E, como curiosidade, lembrou que um dos maiores gastos previstos este ano é com a iluminação. Como o custo da energia aumentou muito, a previsão é que o gasto chegue a R$ 150 mil.
Atrações
Gilmar Piolla informou que, a exemplo das primeiras quatro edições (de 2010 a 2013), a Praça do Mitre vai ganhar a Vila do Natal, com uma árvore e um Papai Noel gigantes, Presépio, a Casa do Papai Noel e um tablado para shows, além das barracas de venda de artesanato e gastronomia. A árvore, feita com garrafas pet, é “toda ecológica”.
Dez pórticos serão instalados na parte central da Avenida Brasil, entre o Batalhão e a Avenida Jorge Schmmeplfeng; quatro pórticos duplos na Avenida Jorge Schmmelpfeng; mais 30 totens de rua nas avenidas Brasil, Schmmeplfeng e das Cataratas; e 280 banners de postes desejando felizes festas em diversas línguas, ao longo da Avenida das Cataratas (e um gigantesco, em inglês, português e espanhol, no Trevo da Argentina).
Conceito e simbolismo
Piolla também explicou, durante a reunião, o conceito do Natal das Cataratas. Sobre as cores predominantes, lembrou que o dourado é símbolo de prosperidade, de vibração positiva; o branco, de paz. Os pórticos simbolizam a travessia de um limiar, a passagem para um Ano Novo cheio de energia, com a renovação de cada um de nós – ponto de entrada para um novo tempo.
Os três elementos de movimento representados nos pórticos lembram os três Reis Magos; os três Presentes (Ouro, Incenso e Mirra); e também os três países e povos da Região Trinacional do Iguaçu (Brasil, Argentina e Paraguai). Os pórticos também trazem representada a riquíssima biodiversidade do Parque Nacional do Iguaçu, dos animais à flora.
“O Natal das Cataratas foi pensado para resgatar o espírito natalino, celebrar a vida e reafirmar valores universais como a fraternidade, o respeito e a solidariedade”, concluiu Piolla.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.