Pesquisa inédita do Skyscanner indica que 45% da população brasileira viajaria ao espaço, se fosse acessível

O turismo espacial ainda é tratado de forma tímida pelos cidadãos comuns. Porém, nas grandes empresas aeroespaciais o tema é recorrente e sempre há tentativas de tornar as viagens ao espaço mais agradáveis, acessíveis e seguras para profissionais da área e para população.
Na Semana Mundial do Espaço, estabelecida pelas Nações Unidas em 1999 como uma celebração internacional da contribuição da ciência e da tecnologia espacial, o Skyscanner, líder global em busca de viagens, realizou uma pesquisa* para saber se as viagens ao espaço orbital já despertam o desejo dos viajantes mais aventureiros no Brasil. De acordo com os dados, 45% dos internautas brasileiros viajariam ao espaço, principalmente os homens mais jovens. Entre os 55% que não viajariam ao espaço, 22% não têm vontade de ir e preferem gastar seu dinheiro com outras coisas, 19% afirmam que há várias experiências na Terra que preferem ter primeiro e 15% não se sentiriam seguros e preferem viagens mais relaxantes. 
Os dados mostram que as viagens à orbita terrestre despertam interesse, mas o custo alto é um fator determinante para muitos brasileiros preferirem experiências terrestres. Também foram apurados dados em outros países que constatou que a Índia é a primeira da lista com 87% de pessoas interessadas na viagem ao espaço, seguida por Cingapura com 80% e Turquia com 78%**.
Viagens no Futuro  
Além da pesquisa realizada com internautas brasileiros, o Skyscanner realizou um estudo chamado Viagens no Futuro, em parceria com o The Future Laboratory e uma influente equipe de 56 editores, investigadores e especialistas em tendências do futuro nas mais importantes cidades internacionais, com a finalidade de criar uma representação detalhada dos próximos anos, no que diz respeito às tecnologias inovadoras e os novos e entusiasmantes destinos que definirão a indústria global de viagens na década de 2020.
O futurista Daniel Burrus, um dos envolvidos no estudo do Skyscanner afirma: “Olhando além do período de dez anos, poderemos reservar viagens ao espaço, para onde poderemos ir e permanecer tempo suficiente para desfrutar e apreciar um ambiente excitante e extraterrestre.  Serão viagens à baixa órbita terrestre, que vão permitir experimentar alguns minutos de gravidade zero”.
Outro ponto do relatório Viagens no Futuro, indica que, inicialmente, a corrida ao espaço levará os viajantes mais destemidos aos limites mais afastados da atmosfera do nosso planeta. A partir de 2016, a World View Enterprises levará passageiros 30 km acima da superfície terrestre em uma cabine pressurizada anexada a um balão altamente tecnológico com 400 mil metros cúbicos de gás hélio. A passagem custaria cerca de 75 mil dólares e possibilitaria ao passageiro ter uma perspectiva deslumbrante da curvatura do globo terrestre.  A Agência Espacial Europeia e a empresa de arquitetura Foster + Partners também querem construir uma colônia na Lua.
Para ler o estudo completo, visite: www.skyscanner2024.com
*Pesquisa IBOPE CONECTAí – Pesquisa realizada no painel online CONECTAí, com 1125 participantes em todas as regiões do Brasil, homens e mulheres, a partir de 16 anos de idade.
**Dados de outros países coletados pelo Skyscanner – Itália – 64%, Espanha – 63%, França – 51%, Alemanha – 52.5%, Reino Unido – 68%, Estados Unidos – 57% e Canadá – 57%.
Sobre o Skyscanner
Lançado em 2003 na Escócia e presente no Brasil desde 2012, o Skyscanner é uma empresa líder em busca de viagens que oferece comparações instantâneas online para milhões de voos em todo o mundo e também para hotéis e locação de carros. A ferramenta é totalmente gratuita e atualmente ajuda 35 milhões de visitantes únicos por mês a encontrarem as melhores promoções por meio de uma tecnologia avançada e eficiente. Além do site, os aplicativos de voos, hotéis e aluguel de carros do Skyscanner estão disponíveis gratuitamente para download em iPhone, iPad e Android. Com mais de 600 colaboradores de mais de 50 nacionalidades diferentes, a empresa possui nove escritórios globais – Edimburgo, Glasgow, Cingapura, Pequim, Miami, Barcelona, Shenzhen, Sofia e Budapeste.
Mais informações: www.skyscanner.com.br. Siga o Skyscanner no Twitter @SkyscannerBR ou acesse: www.facebook.com/SkyscannerBrasil
<MariaPaula.Pinto@zenogroup.com>

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.