Poupar desde cedo pode fazer a diferença no futuro financeiro

Com apenas 10 anos, Davi Higor Gomes Hoff serve de exemplo para mais da metade da população brasileira, que não investe na poupança. Seu primeiro investimento aconteceu no começo deste ano, quando abriu uma conta poupança. Foram cerca de 4 kg de moedas que ele guardou em cofrinhos, que recebeu da Caravana Poupedi, do Sicredi Vanguarda, em Santa Tereza do Oeste (PR). A apresentação da cooperativa foi o incentivo que Davi precisava para começar a investir no seu futuro. “Antes ele não se preocupava em guardar o dinheiro, mas desde que assistiu a palestra, ele faz questão de colocar no cofrinho todas as moedas que acha. Quando o primeiro cofre não suportava mais moedas, abri uma poupança para ele no Sicredi e depositamos lá o que ele guarda”, conta o pai, Alceu Hoff. 

Davi começou cedo o que os brasileiros deveriam fazer sempre, em tempos de crise ou não, afirmam especialistas do Sicredi. A poupança ainda é um dos investimentos mais tradicionais do País, com remuneração certeira e confiável. Para Ademir Rogério Henkes, gerente da unidade de atendimento em Santa Tereza do Oeste, “economizar garante a tranquilidade que precisamos ter no futuro e quanto mais cedo começarmos, melhor”, analisa. 

No entanto, a poupança ainda não faz parte da rotina da maioria dos brasileiros. De acordo com levantamento realizado pela Serasa Experian, 7 entre 10 pessoas não têm o hábito de guardar dinheiro para situações de emergência ou projetos pessoais, o que demonstra um cenário preocupante. “Ter uma reserva guardada para imprevistos é um dos hábitos financeiros mais saudáveis que se pode cultivar e deve começar desde cedo”, explica o gerente de investimento da Central Sicredi PR/SP/RJ, Adilson Felix de Sá. O jovem Davi Higor está no caminho certo e deve servir de exemplo. 

História da poupança
Começou em 1924, no dia 31 de outubro, a comemoração do Dia Mundial da Poupança. A data foi criada para reforçar não só a caderneta, mas também o ato de poupar, economizar e investir. A poupança é uma aplicação simples, com rendimento assegurado e várias vantagens para o usuário. Entre elas, a isenção de Imposto de Renda e IOF (para pessoa física) e a garantia do FGC (Fundo Garantidor de Créditos) – para depósitos de até R$ 250 mil por CPF. A modalidade também permite aplicações de pequenas quantias e os depósitos e saques podem ser feitos em qualquer dia do mês. Nos saques, o sistema calcula o resgate da data em que há maior ganho para o poupador. Além disso, os recursos captados são reinvestidos nas comunidades nas quais o Sicredi está presente e fomentam o desenvolvimento da economia local.

Poupedis 
Para desenvolver e estimular o hábito de poupar desde cedo, o Sicredi criou os personagens Poupedis, mascotes da Poupança Sicredi. No portal poupedisicredi.com.br estão disponíveis informações sobre o produto, jogos educativos e um link para a página Poupar para Chegar Lá (www.pouparprachegarla.com.br). O simulador permite saber quanto é preciso poupar para realizar diferentes sonhos e projetos.
Outra iniciativa do Sicredi é a distribuição de cofrinhos com temas como viagem, educação, aposentadoria, entre outros. Os associados das cooperativas de crédito e investimento podem escolher a razão para poupar os seus recursos, tendo um objetivo definido. “Assim, a pessoa pode ter um foco específico, facilitando o alcance da meta”, finaliza Adilson.

Sobre o Sicredi
O Sicredi é uma instituição financeira cooperativa com mais de 113 anos de história, 3 milhões de associados e 1.366 pontos de atendimento, em 11 Estados* do País. Organizado em um sistema com padrão operacional único conta com 95 cooperativas de crédito filiadas, distribuídas em quatro Centrais Regionais – acionistas da Sicredi Participações S.A. – uma Confederação, uma Fundação e um Banco Cooperativo que controla uma Corretora de Seguros, uma Administradora de Cartões e uma Administradora de Consórcios.
Mais informações no site sicredi.com.br.

* Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Tocantins, Pará, Rondônia e Goiás.Central Press

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.