Recuperar piso de madeira maciço é opção barata para reformular ambientes

Revestir o piso dos ambientes de residências e áreas comerciais com piso de madeira é uma tendência que desde 1950 tomou conta da decoração, sendo aplicado como madeira maciça ou em formato dos tradicionais tacos de madeira. Fáceis de limpar, aconchegantes e bonitos, o piso de madeira ganhou lugar fixo nas casas e é, até hoje, é a escolha preferida na hora de revestir o piso. Mas, depois de alguns anos, o piso de madeira maciça e os tacos precisam de manutenção: o brilho da madeira se perde, os riscos aparecem e a cor desbota. E é nessa hora que o piso precisa de manutenção. Em tempos de contenção de gastos e crise, reformar o piso da casa pode ser a solução para quem deseja renovar a casa, sem gastar muito e sem o transtorno de uma grande obra.
Segundo o diretor comercial da Pisos Paraná (empresa especializada em pisos laminados e recuperação de pisos maciços em Curitiba) João Carlos da Silva, antes de decidir reformar ou trocar o piso, é necessário avaliar as condições do piso. “É preciso verificar se o piso tem condições de ser reformado e não está condenado: se não há cupim ou apodrecimento. Se o piso estiver em boas condições, apenas desgastado, é mais interessante reformar do que trocar”, explica João Carlos, afirmando que esta avaliação deve ser feita por um especialista.
Se o piso estiver em bom estado de conservação da madeira, a reforma é uma boa opção para mudar o visual da casa sem os transtornos da troca do piso e o principal: reformar o piso pode sair mais barato do que trocar todo o revestimento. “Em alguns casos, a reforma é a melhor opção em vários sentidos: é mais rápido do que remover e instalar outro revestimento, além de ser mais barato do que trocar todo o piso da casa”, analisa o diretor da Pisos Paraná.
Passo a passo da reforma do piso maciço
A reforma do piso de madeira maciça ou tacos consiste em lixar o piso antigo para remover o antigo verniz e os arranhões e falhas da superfície do piso, e aplicar uma nova camada, devolvendo o brilho e a cor natural da madeira. O procedimento só deve ser feito por uma empresa qualificada para isso, pois é um processo delicado. “Além de lixar, essa etapa incluiu recuperar possíveis falhas, como furos e quebras. Se houve, aplicamos uma camada de massa de madeira para nivelar novamente o piso e daí sim, continuamos a reforma”, explica João Carlos, da Pisos Paraná.
Também é necessário se certificar que todas as tábuas ou tacos estão bem firmes, sem nenhum pedaço solto. Se houver, é necessário a fixação da madeira para continuar os procedimentos. Após lixar, com o piso devidamente seco e limpo, é aplicado uma resina, que recupera a cor da madeira e a protege. E por último, é aplicado uma camada de verniz, que traz novamente o brilho ao piso.
Os pisos de madeira maciça ou os tacos em boas condições de conservação podem ser reformados várias vezes. “A reforma do piso é um processo rápido e que não causa muitos transtornos para os moradores da casa. Em três dias, o piso já está seco e pode-se voltar as atividades normais”, explica o diretor da Pisos Paraná.
Após a reforma, pequenos cuidados vão garantir que o piso fique em bom estado por bastante tempo: a manutenção e limpeza devem ser frequentes, utilizando vassoura de pelo e pano macio levemente umedecido. Não use produtos com solventes e evite contato com água diretamente no piso. Para evitar novos arranhões, feltro ou películas de gel nos pés de móveis presentes no ambiente ajudam a proteger o piso.
Serviço:
Pisos Paraná – Distribuidora de pisos laminados, vinílicos, madeira maciça, recuperação de pisos, cortinas personalizadas, persianas, papéis de parede 3D e carpetes.
Telefone: (41) 3527-5032
Atendimento: de segunda à sexta: 9h às 18h, e no sábado, das 9h às 13h. 
franlima@agenciavulgata.com.br

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.