500 MAIORES DO SUL reconhece companhias da região

Festa de premiação do ranking de AMANHÃ e PwC reuniu líderes empresariais, em Porto Alegre

O centro de convenções da Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (Fiergs) foi palco na noite desta quinta-feira (5) da cerimônia de premiação das 25 maiores companhias da região Sul, de acordo com o ranking GRANDES & LÍDERES – 500 MAIORES DO SUL, publicado por AMANHÃ em conjunto com a PwC. Também foram homenageadas 30 companhias que se destacaram no desempenho em diversos indicadores, entre eles: a maior empresa; a maior receita líquida; o maior lucro líquido; o maior patrimônio líquido; a maior capitalização; o maior capital de giro próprio; e a maior liquidez.

A noite de celebração contou com o talk show “Integridade nos negócios: o novo nome do jogo” com os presidentes da paranaense Copel, Luiz Fernando Leone Vianna (foto), da catarinense Marisol, Giuliano Donini, e do Grupo Randon, David Randon. O sócio da PwC Brasil e líder da área de Gestão de Riscos e Compliance, Jerri Ribeiro, fez apresentação do painel, que teve a mediação do diretor de Redação da Revista AMANHÃ, Eugênio Esber (acompanhe no Portal AMANHÃ a íntegra dos depoimentos dos líderes empresariais na próxima segunda-feira). “Este evento também marca um fato histórico desses 25 anos: pela primeira vez AMANHÃ e PwC reúnem em um único local todas as companhias da região”, destacou Jorge Polydoro, presidente do Grupo AMANHÃ.

Neste ano, o ranking GRANDES & LÍDERES – 500 MAIORES DO SUL completa um quarto de século na tradição de revelar as empresas que se destacaram no Rio Grande do Sul, em Santa Catarina e no Paraná. A edição especial de aniversário do levantamento, desenvolvido pela Revista AMANHÃ e PwC, traz uma grande retrospectiva das companhias que assumiram o protagonismo ao longo das últimas duas décadas e que redesenharam o cenário empresarial da região. “Nessas mais de duas décadas, vimos várias vezes a economia do Rio Grande do Sul, de Santa Catarina e do Paraná mudar. As cooperativas industriais são apenas um exemplo disso. Elas até mesmo conseguiram crescer além de suas fronteiras geográficas, inclusive o cooperativismo de crédito”, diagnosticou Carlos Peres, sócio da PwC Brasil e líder para a região Sul.  

“As federações estão unidas em prol do desenvolvimento da região. Frequentemente, nos encontramos com o Edson Campagnolo, da Fiep, e Glauco Corte, da Fiesc, com o propósito de cobrar políticas para os três estados”, relatou Heitor Müller, presidente da Fiergs, ao saudar os cerca de 300 convidados. “Presenciar o reconhecimento de empresas pela sua trajetória é ter a certeza do avanço dos estados. Noto que as companhias estão olhando para a frente e preparando seu futuro constantemente. Só temos a agradecer os empresários que, agindo dessa forma, ajudam os estados a também crescerem”, reconheceu José Ivo Sartori, governador do Rio Grande do Sul. 
Em 2015, também são celebrados os 100 anos de atuação da PwC no Brasil. A organização foi apontada como a segunda marca mais poderosa do mundo, segundo relatório da Brand Finance Global 500 Report divulgado no início do ano. Presente em 157 países, a instituição emprega mais de 208 mil colaboradores e atua na área de Auditoria e Asseguração, Consultoria de Negócios e Tributária. 
Método
O ranking é realizado pela Revista AMANHÃ com o apoio técnico da PwC em um método pioneiro e exclusivo: o Valor Ponderado de Grandeza (VPG). O índice apresenta a saúde financeira da empresa não apenas em função da renda, e sim, pela ponderação de três indicadores financeiros: patrimônio líquido (50%), receita líquida (40%) e lucro líquido ou prejuízo (10%). Por uma questão de credibilidade, todas as informações são extraídas de uma única fonte: os balanços financeiros das empresas listadas. 
Para conferir os resultados completos da edição de 25 anos do ranking GRANDES & LÍDERES – 500 Maiores do Sul, clique aqui.
Crédito da foto: Fernanda Davoglio
FONTE: Luis Fernando Duarte Soares

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.