Ácido hialurônico é aliado no rejuvenescimento facial

Tratamentos estéticos, como o preenchimento facial, estão sendo cada vez mais solicitados em clínicas de Dermatologia. Segundo dados da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, foram feitos 1,49 milhões de procedimentos estéticos em 2014. Porém, um dos grandes receios dos pacientes que chegam aos consultórios é o de ficar com a boca ou bochechas muito exageradas e artificiais. “Sempre explicamos que não é uma ou duas ampolas a mais de ácido hialurônico que vão deixar lábios ou bochechas exagerados e sim, o excesso de procedimentos que culminam no erro”, afirma o dermatologista da Thá Dermatologia, Dr. Gustavo Thá.
         
Para realizar o procedimento, é preciso escolher o profissional adequado, que tenha conhecimento da anatomia facial e que irá interpretar os locais que tiveram perda de volume e que precisa de uma reabsorção de gordura abaixo dos olhos, na maçã do rosto ou óssea, que dá a sustentação da face. “O dermatologista analisará o processo de envelhecimento da face e indicará os locais que serão colocados o produto, para um efeito estético interessante”, explica.
        
Dr. Gustavo Thá comenta que o ácido hialurônico pode ser usado em todo o rosto, pois é absorvido pelo organismo. “Hoje não utilizamos mais produtos definitivos e isso é ótimo para adequarmos o tratamento a cada fase de envelhecimento, pois devemos refazer de ano em ano”, revela. O dermatologista ressalta que cada pessoa tem um processo de envelhecimento e os procedimentos devem ser tratados de forma individualizada.
         
A substância tanto pode ser utilizada para procedimentos mais amplos como corrigir olheiras, suavizar ‘bolsas’, rejuvenescer o lábio, aprofundar as têmporas, quanto para detalhes, como levantar a pontinha do nariz ou deixar o queixo projetado. “O ácido hialurônico consegue suprir todas as demandas”, ressalta.
De acordo com o médico, não existe indicação de idade para realização de preenchimentos, mas é preciso ponderação. “Em jovens de 20 e poucos anos, podemos corrigir o suco lacrimal para deixar o olhar mais descansado. Mas, quando chegam mulheres que querem aumentar o lábio e já tem ele grosso e com contorno bonito, não recomendamos”, comenta e salienta: “Com indicação médica correta para o tratamento, o paciente terá só benefícios.”
Nova aplicação
O dermatologista explica que, quando começa a realizar o procedimento, é necessário fazer novas aplicações. Cada região do rosto terá uma durabilidade. O ácido hialurônico para as olheiras, em média, precisam ser refeitos em dois anos. Já nos lábios, região onde é muito utilizado, oito meses. “Com o passar dos anos, o lábio vai ficando mais fino e enrrugado. O preenchimento e correção com laser e ácido trazem mais proporção labial e deixa o rosto mais rejuvenescido”, revela.
Os produtos também trazem benefícios: eles colaboram para a produção de colágeno no local aplicado. “Há mulheres de 30 anos que preenchemos os sucos e voltam três anos depois com eles ainda bons, pois houve um estímulo para o corpo produzir o colágeno”, conta.
Sobre a Clínica Thá Dermatologia
A Thá Dermatologia atua com os mais modernos procedimentos na área da Dermatologia cosmiátrica, voltada para a manutenção e conservação da pele. A clínica tem foco no tratamento de cabelos e da pele do corpo e da face.
Fundada pelos dermatologista Dr. Gustavo Braz Thá e Dayana Espíndola Volpato Thá, a clínica está localizada em Curitiba. Com o objetivo de oferecer os melhores tratamentos aos seus clientes, investe constantemente em capacitação e na adoção de novas tecnologias e conta com estrutura confortável e funcional, em um ambiente que reúne equipamentos de ponta e profissionais capacitados em tratamento clínico e estético. Mais informações: www.thadermatologia.com.br .
rhaissa@expressacom.com.br

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.