Cartões de memória: há opções mais rápidas e baratas

Para ajudar na escolha do cartão de memória, que, além do espaço disponível de armazenamento, deve ter também velocidade para salvar e ler um arquivo, a PROTESTE Associação de Consumidores analisou 11 cartões Micro SD, sendo cinco classe 4 e seis classe 10. Foram avaliados: a qualidade das informações, os acessórios, a garantia, a resistência, a velocidade de leitura e a velocidade de escrita.
Todos os produtos testados cumprem o mínimo exigido para a classe a que pertencem, mas alguns são mais rápidos do que outros e ainda mais em conta.
Se não ficar atento, o consumidor pode acabar desembolsando R$ 69 num cartão Micro SD que lê 19 megabytes por segundo (MB/s), caso do Kingston SDC4/16 GB; sendo que por R$ 45 pode comprar um mais barato, o Sandisk SQSDQM-016G-B 35ª, que lê 39 MB/s.
E se quiser um produto ainda mais em conta, pode levar o Multilaser MC059, que custa R$ 30,60 e lê 34 MB/s. Uma economia de R$ 89, na comparação com o cartão classe 4 mais caro do teste, o Duracell DU 3IN1-16G-R.
Entre os classe 4, com velocidade mínima de gravação de 4 MB/s , o cartão mais rápido para salvar o arquivo (leitura) foi o Sandisk (39 MB/s) e o pior foi o Kingston (19,5 MB/s).
E entre os classe 10, com velocidade mínima de gravação de 10 MB/s, o destaque é o Duracell, que lê 70 MB/s. O mais lento foi o Kingston, com leitura de 36 MB/s, menor do que a do Sandisk classe 4.
Na velocidade para abrir o arquivo (ou seja, o quão rápido o cartão consegue receber dados), o destaque entre os classe 4 foi o Multilaser, atingindo 16,5 MB/s.
O Kingston ficou para trás, com velocidade de 3,5 MB/s. E entre os cartões classe 10, o mais rápido foi o Transcend (15,8 MB/s) e os mais lentos foram Patriot e Sandisk, ambos com tempo de gravação de 9 MB/s.
A informação de velocidade precisa estar clara na embalagem do produto, e a ausência dela e de muitas outras foi o que prejudicou boa parte dos produtos testados. Além disso, todos os cartões foram penalizados por declararem na embalagem uma capacidade de armazenamento menor do que a real, medida no teste. A maior diferença encontrada foi de 3,1 GB no Patriot – ele declara 32 GB, mas foi medido 28,9 GB. E a menor foi de 1,1 GB no Multilaser MC059.
Na avaliação, foi verificado se os cartões Micro SD eram resistentes à água. Eles foram colocados a uma profundidade de 8 cm de água. Também foi verificado se eram resistentes à queda de uma altura de 75 cm e ao campo magnético. Também se analisou se havia perda de arquivos, caso o cartão fosse retirado do computador sem o modo de segurança.
vramos@lw2.cmamail.com.br

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.