Desde as 2h da madrugada deste domingo (01), o vertedouro de Itaipu está escoando quase 2 mil metros cúbicos de água por segundo. É como se passasse pelas comportas da usina o equivalente a uma vazão e meia das Cataratas do Iguaçu.  O vertimento deve permanecer durante todo o feriadão. É um espetáculo a mais para quem está na fronteira e quer aproveitar o feriado para conhecer as atrações do Complexo Turístico Itaipu.

A usina está operando em carga máxima e mesmo assim está com sobra de água.  É a quarta vez que a Itaipu abre o vertedouro em 2015.  Em junho, durante a cheia incremental da bacia do Rio Paraná, os picos de vertimento ultrapassaram os 14 mil metros cúbicos de água.  Em outubro foram outras duas vezes; e novembro já começa com vertimento.

Itaipu está operando em carga plena e chegou a registrar três recordes consecutivos de geração horária no mês passado, o que significa que tudo o que o setor elétrico brasileiro e paraguaio pede, a usina está atendendo, dentro do limite de consumo dos dois países. Embora seja um espetáculo para os turistas, o escoamento só acontece quando há excedente de água.  O reservatório da usina está no nível máximo de operação, que á a cota 220,30 metros acima do nível do mar.

A Itaipu
Com 20 unidades geradoras e 14.000 MW de potência instalada, a Itaipu Binacional é líder mundial na geração de energia limpa e renovável, tendo produzido, desde 1984, mais de 2,2 bilhões de MWh.
A hidrelétrica é responsável pelo abastecimento de cerca de 17% de toda a energia consumida pelo Brasil e de 75% do Paraguai. Desde 2003, Itaipu tem como missão empresarial “gerar energia elétrica de qualidade, com responsabilidade social e ambiental, impulsionando o desenvolvimento econômico, turístico e tecnológico, sustentável, no Brasil e no Paraguai”.
A empresa tem ainda como visão de futuro chegar a 2020 como “a geradora de energia limpa e renovável com o melhor desempenho operativo e as melhores práticas de sustentabilidade do mundo, impulsionando o desenvolvimento sustentável e a integração regional”.’

Foto: crédito para Caio Coronel.
Imprensa Itaipu

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.