Domingo entra para a história do turismo de Itaipu

4371_calha  Valtemir de Souza

Fotos: Valtemir de Souza

 

O dia 22 de novembro de 2015, um domingo, entrou para a história do turismo de Itaipu como o de maior visitação diária da usina de todos os tempos. Foram 10.498 visitantes, ante 10.248 registrados em 29 de março de 1997, há 18 anos e sete meses. A diferença é de 250 visitantes a mais do que naquela época. A terceira marca foi no dia 22 de abril de 2000, com 10.033 pessoas.

O recorde deste domingo é atribuído em grande parte à abertura das três calhas do vertedouro de Itaipu, o que não ocorria há pouco mais de quatros anos. Foram quatro horas de espetáculo nas 14 comportas das três calhas, das 10h às 14h. Inicialmente, a programação era que o vertimento ocorreria até as 12h e prosseguiria em apenas uma das calhas. Acabou durando um pouquinho mais, para a alegria de quem foi conferir a cena rara.

“O vertedouro de Itaipu aberto, sem dúvida, é um atrativo imperdível para os turistas de Foz e região. E, com as três calhas liberando água, então, o chamariz foi maior ainda, permitindo bater o recorde de visitante num único dia”, diz o superintendente de Comunicação Social de Itaipu, Gilmar Piolla, que também é presidente do Fundo Iguaçu.

O vertimento normalmente acontece em uma ou duas calhas. A excepcionalidade foi uma terceira abrir. Em condições normais de operação da usina, isso só ocorre em grandes cheias, com vazões superiores a 30 mil metros cúbicos de água por segundo.

Nos dois lados da usina, em Foz do Iguaçu, no Brasil, e em Hernandárias, no Paraguai, moradores da região e turistas de todos os cantos do mundo lotaram os dois mirantes do vertedouro para registrar em imagens as 14 comportas abertas.

Para quem quer fazer turismo na usina,  é só acessar https://www.turismoitaipu.com.br/pt/ingressos

Um total de 10.498 turistas visitou a usina para ver as três calhas abertas do vertedouro

7704_Calha Valtemir de Souza 2 10369_Calha Valtemir de Souza 3

<imprensa.itaipu@cliptime.com.br>

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.