Festas de fim de ano: Saiba como evitar a má digestão

Resistir aos quitutes, comidas e guloseimas das festas de fim de ano é uma missão bem difícil. A vontade de provar um pouco de cada prato leva ao exagero na quantidade ingerida. Como consequência, a má digestão aparece logo em seguida e, às vezes, vem acompanhada de uma sensação de estufamento.

Para driblar o desconforto, o professor da Academia Gustavo Borges Londrina, Marlon Munhoz, indica cinco exercícios que trazem alívio de sintomas relacionados à má digestão. A prática regular de atividade física é importante para o bom funcionamento do intestino e o controle dos gases, uma vez que os exercícios melhoram a digestão e a movimentação do aparelho digestivo, trazendo diversos benefícios à saúde. “Os exercícios devem ser praticados em sessões de 30 a 60 minutos, em níveis de intensidade moderada, ao menos três vezes por semana”, frisa

Abdominais: A posição mais comum é a deitada com o tronco e as costas apoiadas no solo, sobre um colchonete. Os joelhos ficam dobrados apontando para o teto e os pés apoiados no chão. Inspire e eleve o tronco em direção aos joelhos. Em seguida, retorne à posição inicial expirando. De início, podem ser realizadas duas séries de 30 abdominais cada, no mínimo duas vezes por semana. Com o passar do tempo, a pessoa pode aumentar a frequência e a quantidade de séries.

Caminhada: Andar antes e depois das refeições melhora o aproveitamento dos alimentos pelo organismo e auxilia na digestão. Realizar 30 minutos de caminhada moderada de baixa intensidade após a ingestão dos alimentos.

Subir escadas: Esta ação traz diversos benefícios para a saúde, além de contribuir com a digestão por fortalecer a musculatura abdominal. Com um calçado adequado, realizar duas séries de dez minutos entre subida e descida da escada.

Pedalar no solo: Deitada, junte as pernas, flexione-as levemente e eleve-as para o alto, colocando as mãos atrás da cabeça. Flexione um dos joelhos formando um ângulo de 90° e estique a outra perna no chão. Ao mesmo tempo, leve o cotovelo oposto à perna dobrada em direção ao joelho. Em seguida, repita o movimento com a outra perna. De início, realizar duas séries de 20 repetições completas – com ambas as pernas. Com o passar do tempo, a pessoa pode aumentar a frequência e a quantidade de repetições do movimento.

Postura da árvore: Em pé, com os dois pés apoiados no chão, mantenha a coluna ereta e os ombros voltados para trás. Ao inspirar, eleve a perna abraçando o joelho e olhe para um ponto fixo à sua frente. Permaneça nessa postura por 20 respirações. Expire pela última vez e solte o joelho. Repita o movimento com a outra perna. Realize o exercício de duas a três vezes por dia.

Segundo Marlon Munhoz, o período da manhã é o mais indicado para a prática da atividade física, pois beneficia a recuperação do desgaste muscular que sofremos ao realizar as tarefas ao longo do dia. Entretanto, a pessoa pode optar por realizar os exercícios no horário em que tiver maior disponibilidade de tempo, em que sinta mais disposição para realizá-los. “Lembrando que é fundamental fazer as refeições em locais tranquilos e estabelecer horários relativamente fixos para o café da manhã, o almoço e o jantar – o corpo gosta dessa disciplina”, relata.

Serviço:

Academias Gustavo Borges no Paraná

www.academiagb.com.br

 

Academia Gustavo Borges Barigui

Av. Prof. Pedro Viriato Parigot de Souza, 85, Barigui

Telefone: (41) 3339.9600 | Curitiba – PR

 

Academia Gustavo Borges Mercês

Rua Antonio Grade, 563, Mercês

Telefone (41) 3015.2333 | Curitiba – PR

 

Academia Gustavo Borges Tarumã

Rua Engenheiro Antônio Batista Ribas, 505, Tarumã

Telefone: (41) 3366.3141 | Curitiba – PR

 

Academia Gustavo Borges Londrina

Rua Prof. Júlio Estrela Moreira, 860, Lago Parque

Telefone: (43) 3336.1117 | Londrina – PR

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.