Geração selfie reforça divulgação do #cataratasday2015

Eles já estão acostumados com a linguagem da internet e ao uso de celulares com câmeras. Nesta quarta-feira (11), 57 adolescentes do Programa de Iniciação e Incentivo ao Trabalho (PIIT) de Itaipu puderam associar sua paixão pelas selfies ao amor pelas Cataratas do Iguaçu, para ajudar na divulgação do atrativo, eleito há exatos quatro anos como uma das Sete Novas Maravilhas da Natureza. Outros 600 adolescentes de programas sociais apoiados por Itaipu também participaram do #cataratasday2015. Toda população de Foz do Iguaçu foi convidada.
O celular que “já faz parte da gente”, como disse uma das garotas do grupo, foi o item indispensável dos bolsos e bolsas destes jovens, levados ao Parque Nacional do Iguaçu (PNI). Para quatro, dos quase 60 PIITs, o aparelho pôde registrar um momento ainda mais especial: sua primeira vez nas Cataratas do Iguaçu. Até então, uma paisagem que eles conheciam “só de foto” ou pela televisão.
 “É demais estar aqui, nunca tinha vindo”, disse Clayton Alves Marcos, de 16 anos. Em sua estreia turística no atrativo, ele passou o tempo ocupado com suas selfies, sem se preocupar sequer com os respingos que vinham do Salto Floriano, próximo do espaço Naipi. Quase encharcado e visivelmente feliz, ele analisou: “Vem gente do mundo inteiro e às vezes nós, daqui de Foz, não conhecemos”. Um sonho, agora menos distante, é o de fazer o passeio do Macuco Safari, passando por baixo das quedas. “Vale a pena”, concluiu Clayton.
Aos 17 anos de idade, Vitória Burgath e Karen Letícia Rodrigues também não tinham estado neste cenário paradisíaco até este #cataratasday. O ineditismo da visita vai deixar marcado para sempre o 11 de novembro na memória das duas jovens. “Queremos voltar para passar mais tempo, conhecer o lado argentino”, afirmou Karen, empolgada com o que viu. “Quando vemos na TV é uma coisa, mas estar aqui é impactante, sensacional mesmo”, afirmou Vitória.
Lucimara Veiga Cabrero, que vive com a mãe e seis irmãos, é a segunda de sua família a conhecer as Cataratas. “Da minha casa, só meu irmão mais novo já conhecia”, disse a jovem durante o passeio desta quarta-feira. Para ela, a distância de quase 50 km entre sua casa, no bairro Cidade Nova, ao PNI impunha um desafio adicional à visita. O mesmo motivo foi citado por Vitória, moradora do Porto Belo, também a 50 km das cataratas. Com transporte saindo do ambiente de trabalho, ela barreira foi transposta.
“Para eles, esta foi uma oportunidade de conhecer o Parque, mas também de participar o deste momento histórico que é o #cataratasday2015”, afirmou o coordenador do PIIT, Marcos Antônio Araújo, o Marcão. “Ao participar dessa ação, eles estão fazendo parte da história, construída pelas pessoas. É bom para divulgar o programa, mas é bom para eles como cidadãos”, completou Marcão.
Juntas na selfie
O reforço da geração selfie deve ser fundamental na propagação de imagens para que o #cataratasday2015 alcancem a marca prevista de 50 milhões de pessoas no mundo. São eles, jovens de 13 a 24 anos, os maiores responsáveis pela profusão de selfies na web, segundo o instituto americano Pew Internet Research. O alcance é tanto que levou a selfie a ser eleita como palavra do ano na internet pelo respeitado Dicionário Oxford, em 2013, ao ser usada 17 mil vezes a mais que no ano anterior.
As amigas Luana Valentim e Priscila Pimentel são um exemplo desta geração. Na Itaipu, elas já fizeram seu autorretrato em frente ao Mirante do Vertedouro e comemoram quando a selfie saiu no jornal interno da binacional. Nesta quarta, elas repetiram a pose nas Cataratas. “A gente adora isso, fotografar e postar”. O #cataratasday2015 agradece.
A Itaipu
Com 20 unidades geradoras e 14.000 MW de potência instalada, a Itaipu Binacional é líder mundial na geração de energia limpa e renovável, tendo produzido, desde 1984, mais de 2,2 bilhões de MWh. A hidrelétrica é responsável pelo abastecimento de cerca de 17% de toda a energia consumida pelo Brasil e de 75% do Paraguai. Desde 2003, Itaipu tem como missão empresarial “gerar energia elétrica de qualidade, com responsabilidade social e ambiental, impulsionando o desenvolvimento econômico, turístico e tecnológico, sustentável, no Brasil e no Paraguai”. A empresa tem ainda como visão de futuro chegar a 2020 como “a geradora de energia limpa e renovável com o melhor desempenho operativo e as melhores práticas de sustentabilidade do mundo, impulsionando o desenvolvimento sustentável e a integração regional”.
_________________________________
Fotos: Rubens Fraulini/Itaipu Binacional


Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.