I Taiko Fest reúne admiradores da cultura japonesa e conquista novos fãs

Na plateia, os corações pareciam acompanhar o ritmo do Taiko. Por conta da vibração da música, as paredes e o chão do Teatro levavam o público a dançar quase que involuntariamente: as pernas seguiam o compasso da batida dos tambores japoneses. No rosto dos músicos, expressões de plena satisfação: foram 25 instrumentistas do grupo Zenshin Daiko, de Cascavel, e 25 do Ishindaiko, de Londrina. Mas era lá, nos assentos do Teatro Municipal de Cascavel, que o I Taiko Fest fazia sentido: a partir de cada canção, as pessoas entendiam porque o Taiko é a arte milenar que toca as almas.
Com o envolvimento total da plateia e dos músicos, o I Taiko Fest foi um verdadeiro sucesso! Na quarta-feira, 04, dois dias antes do show de tambores japoneses de percussão, os ingressos já estavam esgotados: entre os 399 bilhetes vendidos e 351 cortesias – divididas entre organizadores, membros da Associação Cultura e Esportiva de Cascavel, autoridades, patrocinadores e familiares de tocadores – o que se via do palco era um Teatro lotado capaz até de assustar alguns músicos mais jovens que estavam, pela primeira vez, diante de uma plateia.
Com números positivos e sorrisos espalhados por todos os cantos do Teatro, a promessa do Grupo Zenshin Daiko e, também, do Ishindaiko é que esse foi o primeiro de muitos festivais. “Enquanto não temos o próximo, nos aguardem no III Nipofest, que será no ano que vem”, anuncia um dos membros do grupo Ishindaiko. 
Camila Agner Souza Bueno

Todas as fotos são da Sandra Zama. 

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.