Inadimplência em condomínios cresce 30% e força redução de custos no setor

Com o aumento da inflação, demissões em massa e retração econômica, o trabalhador se vê obrigado a escolher qual conta deverá pagar. Nesse cenário, o condomínio é uma das obrigações financeiras que mais tem sofrido atraso no pagamento. Segundo uma reportagem do Bom dia Brasil, da TV Globo, a inadimplência aumentou cerca de 30% do ano passado pra cá. Com capital financeiro reduzido pela falta de pagamento, as administradoras, síndicos e zeladores estão buscando meios de economizar até nas contas básicas.
Avaliar os gastos com água, luz, manutenção das áreas comuns, piscinas e material de limpeza são as melhores forma de assegurar uma redução nas contas. Segundo Odair Lopes, presidente e sócio-fundador da Mônaco, empresa que atua há 23 anos no mercado de produtos de limpeza, piscina, acessórios e descartáveis, o segredo para a redução está em analisar os gastos, cortar despesas e examinar a qualidade e rendimentos dos produtos. “É preciso fazer um bom planejamento para comprar os produtos certos, evitando assim gastos desnecessários e desperdícios”, afirma.
Para Lopes, especialista no assunto, as despesas com produtos de limpeza não devem ultrapassar 1% do gasto total do condomínio. Muitas vezes, esse valor é muito maior que o necessário, já que falta planejamento. “Muitos condomínios compram esses materiais em supermercados, pagando mais caro por produtos fracionados. Como usam bastante quantidade de detergentes, desinfetantes, entre outros, o ideal é comprar em embalagens maiores, com cinco litros ou mais”, destaca.
Outra dica importante é saber a indicação certa para cada tipo de sujeira. É muito comum, por falta de conhecimento, os profissionais de limpeza usarem produtos simples, onde seria necessário utilizar materiais mais fortes, próprios para limpezas pesadas. “Nesse caso, há o desperdício completo do material, já que o produto inadequado não é capaz de remover sujeiras profundas”, destaca. Nessa hora, conhecimento é fundamental. Na Mônaco, os consultores de venda são síndicos profissionais e conhecem as especificidades da limpeza de um condomínio.
Um cuidado que os condomínios também precisam ter é em relação ao armazenamento dos produtos. “Eles precisam ficar em lugares secos, protegidos do sol e da umidade. Além disso, precisa ficar de olho nos prazos de validade. Produtos vencidos, além de não cumprirem suas funções, podem representar risco à saúde de quem os manipula”, alerta. “Produto estragado ou vencido é prejuízo na certa!”.   
Contudo, deu para perceber que o ponto mais importante nisso tudo é o da compra. Comprar os produtos certos, na quantidade adequada é o primeiro passo para evitar os gastos desnecessários. Por esse motivo, a Mônaco oferece palestras em administradoras e sindicatos voltados ao setor de condomínios com o objetivo de ajudar os clientes no planejamento de suas compras. Com essa consultoria, a empresa consegue uma redução de até 30% nas despesas com limpeza de condomínios. “Num cenário como o que estamos vivendo, não dá para dispensar essa economia, não é mesmo?”, conclui.
Sobre a Mônaco:
A Mônaco Produtos Químicos de Limpeza é uma empresa especializada no atendimento a administradoras de condomínios, escolas e academias. Com o objetivo de se tornar um parceiro único dos seus clientes, a empresa oferece soluções, treinamentos e produtos com segurança e qualidade.
<informamidia@informamidia.com.br>

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.