Intenção de hospedar-se em residência alugada cresce mais de 200% entre turistas de Porto Alegre, revela estudo

Por Pedro Fideles
O desejo de hospedar-se em uma residência alugada durante a viagem está crescendo cada vez mais entre os moradores de Porto Alegre, de acordo com o Ministério do Turismo. De acordo com o boletim de outubro que mede a intenção de viagem do brasileiro, 12,6% dos potenciais turistas da capital gaúcha afirmam preferir residências alugadas como meio de hospedagem. Em comparação com o índice registrado em outubro do ano passado, houve um crescimento de 281,8%. A maioria (53,2%), no entanto, irá se hospedar em hotéis e pousadas. A pesquisa mede a intenção de viajar do brasileiro pelos próximos seis meses.
O estudo também revela que entre os potenciais viajantes de Porto Alegre, 94,4% pretendem fazê-lo acompanhados e 78,1% querem viajar pelo próprio país. O automóvel é o meio de transporte preferido pela maioria (72,1%) dos potenciais viajantes, dado que se diferencia da média nacional (33%). ASondagem do Consumidor – Intenção de Viagem é realizada todos os meses com duas mil pessoas em Belo Horizonte, Brasília, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo. As sete capitais brasileiras monitoradas representam 70% do fluxo turístico do Brasil.
“Nosso país, cada vez mais, se consolida como um destino atraente, com opções para todos os perfis de viajante”, disse o ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves. “São destinos que se tornam mais competitivos e com potencial para movimentar a economia e gerar desenvolvimento regional”, afirmou.
Ministério do Turismo

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.