RTVE – TV Educativa do Paraná adquire tecnologia da AD-Digital para avançar com a digitalização

A RTVE, também denominada de E-Paraná, é uma concessão de natureza educativa. Segundo informa o jornalista Sergio Kobayashi, presidente da RTVE, o governador Beto Richa, sensível à importância de que plataformas de comunicação modernas e inovadoras sejam disponibilizadas aos cidadãos determinou empenho para que a televisão pública do estado esteja adequada aos tempos atuais. “Assumi em janeiro  com o dever de complementar o processo iniciado na gestão anterior. O projeto nasceu em 2012 e será finalizado em 2016. Ganha o povo paranaense e, de quebra, outros estimados 14 milhões de brasileiros que podem acessar por parabólicas nosso sinal via satélite que cobre 100% do território brasileiro”, explica Sergio Kobayashi.

O ambiente da RTVE inclui atualmente a infraestrutura dos estúdios, câmeras, armazenamento, e pós-produção que operam hoje de forma analógica, em resolução SD, limitando a RTVE no trabalho de entregar conteúdos com mais qualidade e detalhes, sem citar a experiência do usuário, que fica comprometida e não atinge os níveis de qualidade de sinal que o telespectador está acostumado na TV aberta.

As soluções e serviços adquiridos por meio da  AD-Digital,  vencedora da concorrência pública, em fase de implementação, contemplam um ambiente completo de produção  e pós produção tapeless em HDTV, incluindo ferramentas de Media Asset Management (MAM) para agregação de metadados, gerenciamentos, consulta rápida e eficiente do conteúdo (Assets), com ambiente de edição em baixa resolução  integrados ao sistema de armazenamento online,  nearline e archiving em tape library LTO, sistemas ingest e playout automatizados. Para compor o projeto Tapeless foram integrados ainda soluções de  transcodificação e transferência de arquivos. Na parte de banda base os Estúdios de Captação, Controle de exibição mestre, central técnica de controle, monitoração técnica, controle de qualidade, áudio digital e Câmeras de Captação Externa. Dentre os principais parceiros que compõem a solução estão Grass Valley, Cisco, Quantum, Tektronix e Telestream.

O ambiente completo traz como principais benefícios a geração de conteúdo em alta definição e todo armazenamento em arquivo com acesso rápido e fácil. Permitindo assim, a expansão futura em multiplataformas, tais como integração com Redes sociais, VOD, etc.

Kobayashi considera a aquisição como um passo marcante na história da RTVE, pois sendo uma emissora do governo não pode ser adepta do atraso. “Não podemos perder o “bonde da história”, o mundo contemporâneo exige que instituições estejam sempre na vanguarda, pois no Paraná sempre se pensou assim e para o caso da digitalização da sua televisão pública não poderia ser diferente. Adequações foram feitas, a RTVE pôde adquirir o seu equipamento com boa antecedência às regras impostas pela ANATEL e o atendimento da AD-Digital tem sido exemplar, além de parceira e compreensiva”, completa o presidente.

O contrato com a AD Digital prevê também análise das condições do ambiente de produção, desenho dos fluxos de trabalho, instalação e ajustes dos processos de gestão de conteúdo digital e Integração das ferramentas de MAM com os sistemas de edição e pós-produção. A implantação do projeto também contempla o sistema Digital em alta definição na sede da RTVE, em regime de TurnKey que envolve fornecimento de equipamentos, implantação, instalação, testes, ajustes, treinamentos, operação assistida e suporte técnico por no mínimo 2 (dois) anos, integrando todo ambiente desde a captação à exibição da TV. O projeto visa melhorar a qualidade do conteúdo apresentado pela RTVE e upgrade completo da planta atual em banda base, aprimorando inclusive o cabeamento e operação do sistema atual. “A utilização de recursos analógicos dentro de um ambiente sem as devidas precauções, pode gerar ruídos das mais diversas origens, além das limitações de cores e de possibilidades de ajustes do conteúdo, que somente um ambiente de produção digital permite. O grande espaço físico necessário para armazenamento do conteúdo produzido, assim como a mídia em fita, de igual forma se tornam caros e obsoletos no mercado. A RTVE é um grande projeto e nos sentimos honrados com a oportunidade de levar ao público paranaense, mais cor e vida na transmissão da programação diária”, explica Daniela Souza, Diretora Executiva e fundadora da AD-Digital.

A previsão de transmissão de conteúdo digital está programada para o primeiro semestre de 2016, dois anos antes do prazo da Anatel.

A RTVE continua pensando longe, através da ampliação do armazenamento, da melhoria constante dos fluxos de trabalho, da distribuição do conteúdo em multiplataformas e da adoção de equipamentos para geração em 4K que serão os próximos passos da equipe a frente do projeto.

Sobre a AD-Digital

A AD-Digital possui um amplo portfólio de soluções sob medida para produção, pós-produção, gerenciamento, distribuição e armazenamento de vídeo. A partir da integração de sistemas de diferentes fabricantes para extrair o melhor de cada tecnologia e proporcionar sinergia entre produtos de marcas distintas, a empresa implementa a solução completa e customizada para cada cliente. A empresa atua fortemente no modelo consultivo para encontrar a mais adequada solução para cada necessidade, além de um leque de opções em serviços, desde a consultoria até a operação, passando pelo fornecimento (incluindo importação), licenciamento, implementação, startup, gestão completa do projeto até a operação, onde busca sempre a melhoria nos processos dos clientes dentro de um conceito de entrega fim a fim.

<comunicacaovertical@comunicacaovertical.com.br>

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.