Varejo paranaense cai 11,95% em setembro

O varejo paranaense caiu -11,95% em setembro na comparação com o mesmo mês do ano passado, de acordo com a Pesquisa Conjuntural da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Paraná (Fecomércio PR). Houve tímida melhora de 0,67% nas vendas em relação a agosto. Mas no acumulado do ano a queda é de -6,8%.
Com o baixo movimento, os empresários estão mantendo os estoques mais baixos. As compras de mercadorias tiveram queda de -20,07% em setembro ante o mesmo mês de 2014, o que indica que as empresas vislumbram um fim de ano menos generoso no faturamento.
Outro reflexo do declínio nas vendas pode ser verificado na folha de pagamento, que baixou -8,08%, bem como no nível de emprego, com redução de -3,14%.
Setores
Na análise interanual, apresentaram alta nas vendas os setores de supermercados (5,52%) e livrarias e papelarias (1,21%), que também são os únicos com indicadores positivos no acumulado do ano, com 6,88% e 6,23%, respectivamente.
Por outro lado, os piores desempenhos são verificados pelas lojas de departamentos (-33,02%), concessionárias de veículos (-29,89%), combustíveis (-18,67%) e móveis, decorações e utilidades domésticas (-16,77%).
Dados regionais
Setembro foi um mês de baixo faturamento em todas as regiões pesquisadas pela Fecomércio. A maior queda nas vendas, na comparação com setembro do ano passado, foi sentida pelo varejo de Curitiba e Região Metropolitana, com -17,71%. Na sequência, ficou a região Sudoeste (-14,63%), Londrina (-8,84%), Ponta Grossa (-8,37%), Oeste (-4,42%) e Maringá (-0,35%).
O acumulado do ano segue o viés de queda. As regiões de Londrina e o Sudoeste possuem as maiores reduções no faturamento, com -8,49% e -8,08%, respectivamente. O comércio de Curitiba e Região Metropolitana registra baixa de -7,66%; a região Oeste, de -4,16%; Ponta Grossa, -3,51%, e em Maringá, com -1,67%.
Evolução das vendas PARANÁ
RESULTADO DEFLACIONADO POR SETOR PARANÁ
Mesmo mês do ano anterior set/2015 em
relação a set/2014
SETOR
VENDAS
COMPRAS
FOLHA DE PAGAMENTO
NÍVEL DE EMPREGO
SUPERMERCADOS
5,52%
3,94%
-4,14%
-2,21%
LIV. E PAPELARIA
1,21%
16,48%
-0,58%
-3,02%
VESTUARIO E TECIDOS
0,42%
-8,46%
-0,63%
4,89%
FARMÁCIAS
-2,32%
-10,74%
-1,36%
-2,99%
MAT. DE CONSTRUÇÃO
-2,49%
-8,24%
0,75%
0,74%
AUTO PEÇAS
-3,22%
-19,87%
0,28%
-4,18%
CALÇADOS
-6,61%
2,36%
-6,73%
-10,88%
ÓTICAS, CINE-FOTO-SOM
-9,78%
-13,21%
-6,58%
-6,22%
MOVEIS, DEC. E ÚTIL. DOM.
-16,77%
-11,84%
-28,07%
-5,32%
COMBUSTÍVEIS
-18,67%
-21,60%
-13,98%
-6,56%
CONCESSIONÁRIAS DE VEÍCULOS
-29,89%
-45,45%
-6,77%
-15,04%
LOJAS DE DEPARTAMENTOS
-33,20%
-42,10%
-22,40%
-12,27%
TOTAL
-11,95%
-20,07%
-8,08%
-3,14%
Acumulado do ano Jan-set/2015 em
relação a Jan-set/2014
SETOR
VENDAS
COMPRAS
FOLHA DE PAGAMENTO
NÍVEL DE EMPREGO
SUPERMERCADOS
6,88%
2,98%
0,21%
1,90%
LIV. E PAPELARIA
6,23%
2,95%
8,64%
5,44%
FARMÁCIAS
-1,14%
-1,99%
1,20%
-3,08%
MAT. DE CONSTRUÇÃO
-2,25%
0,63%
8,83%
1,78%
VESTUARIO E TECIDOS
-2,61%
-9,62%
2,24%
0,89%
ÓTICAS, CINE-FOTO-SOM
-2,97%
-14,75%
-1,00%
-5,74%
COMBUSTÍVEIS
-4,42%
-5,23%
-3,50%
-5,20%
MOVEIS, DEC. E ÚTIL. DOM.
-5,34%
-1,02%
-2,34%
-5,39%
LOJAS DE DEPARTAMENTOS
-6,22%
-8,83%
-1,84%
-4,78%
CALÇADOS
-8,73%
-7,80%
-1,07%
-7,08%
AUTO PEÇAS
-14,16%
-12,47%
-5,87%
-3,10%
CONCESSIONÁRIAS DE VEÍCULOS
-25,06%
-28,09%
-5,77%
-8,87%
TOTAL
-6,8%
-8,57%
-0,13%
-1,63%
Karla Santin

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.