Últimas

Cuidar de plantar é um ótimo exercício mental e físico

cuidar-de-plantarMuitos profissionais da saúde defendem que ter e cuidar de um jardim em casa pode fazer muito bem para saúde. O exercício de cuidar de plantas, regando-as e adequando a terra para suas necessidades pode ajudar na diminuição do estresse, além de prevenir como a depressão e outras doenças mentais. Entretanto, nem todos podem ter um jardim externo, por morarem em apartamentos ou casas com pouco espaço.

E para quem sofre com esses problemas, os mini jardins e terrários se tornaram aliados para aproveitar as vantagens que os vegetais podem proporcionar. A diferença do mini jardim para o terrário é que o terrário é um bioma construído em um vidro transparente, que ao receber a luz solar, indispensável para o processo de fotossíntese, faz dele um ecossistema autossuficiente em ar, água e nutrientes. “Os mini jardins são construídos geralmente em material opaco, como por exemplo, uma bacia de cerâmica, uma xícara de porcelana, um mini regador, etc. O inglês, David Latimer construiu seu próprio bioma em 1960, ficou doze anos sem precisar abrir para regar as plantas. E esse terrário existe até hoje”, revela a bióloga e especialista em educação ambiental e paisagismo Lilian Ribeiro.

Mas como saber qual a planta mais indicada para você cuidar? De acordo com Lilian, essa é uma dúvida frequente. “Muitas pessoas não tem noção de qual planta escolher para cultivar em casa e muitas vezes, até por esse motivo, desistem de ter um terrário para cuidar. Mas é só pesquisar um pouco que cada pessoa pode identificar qual a melhor planta para si mesma”, afirma.

Assim, Lilian listou três principais plantas que poderão formar o seu jardim:

Suculentas

Geralmente, elas são as mais utilizadas em terrários e representam a beleza na simplicidade. Além disso, elas precisam de luz indireta e são capazes de realizar o ciclo da água por si mesmas. Ou seja, os terrários de suculentas podem durar até anos se forem feitos e organizados de maneira correta.

Cactos

O cacto é muito reconhecido por ser a planta do deserto. E é por sobreviver em temperaturas tão altas que podem ser interessantes em casa. Muitas pessoas se esquecem de regar as plantas, mas com o cacto não existe esse problema de ficar sem água porque ela é mais resistente nesse sentido. Existem até mais de 3000 tipos de cactos, pois eles variam muito de comprimento e largura. Por isso, para se ter em casa, os menores são mais indicados pelo espaço que ocupam.

Assim, é interessante que elas tenham luz solar indireta, mas não existirão problemas caso essa planta pegue luz direta do sol por algumas horas. Uma dica valiosa é que, tanto as suculentas quanto cactos, não se devem regar as plantas, mas sim o ambiente do terrário.

Rasteirinhas

A planta rasteira mais conhecida é o musgo, que não cresce a partir de sementes. Mas, caso sejam bem cuidadas, elas dão um toque excelente na decoração por se tornarem robustas e vistosas. Além disso, elas podem servir em um terrário onde tenham também suculentas por elas servirem para forrar o terrário.

Lilian diz que, independente da planta, a atenção é indispensável. “Observar regularmente como as plantas estão é essencial. Algumas plantas podem estar morrendo e atrair infecções de mofo e bolor. Caso aconteça isso, remova a planta o mais rápido possível para que o ambiente permaneça sadio e charmoso”, conclui.

Serviço: Lili Terrários e Mini jardins
Contato: Lilian Ribeiro
Bióloga que trabalha com terrários e minijardins
Telefone: (41) 9660-0112- Tim
Página: 
https://www.facebook.com/liliterrarioseminijardins 
Email: liliterrarios@gmail.com
Local: Galeria Heisler
Endereço: Rua Riachuelo, número 102, loja 13, Centro, Curitiba/PR.

Escreva um comentário

Seu e-mail não será divulgado


*


Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com