Determinação é uma das principais atitudes para conquistar o que se deseja em 2016

“Doze meses dão para qualquer ser humano se cansar e entregar os pontos. Aí entra o milagre da renovação e tudo começa outra vez, com outro número e outra vontade de acreditar que daqui para diante vai ser diferente”. (Carlos Drummond de Andrade)

É natural que quando dezembro chega, as pessoas busquem um sentido novo para poder continuar. Quem nunca desejou conquistar um emprego melhor, conhecer novos destinos, perder uns quilinhos, parar de fumar? Desejos é o que não faltam. E junto com a expectativa de dias melhores, surgem as promessas.

Mas para que os desejos se concretizem, determinação é fundamental. O psicólogo do Hospital Nossa Senhora das Graças, José Palcoski, dá dicas para que você tenha bons resultados e alcance as metas estabelecidas em 2016

e que tudo se realize no ano que vai nascer …

A virada de ano-novo vem sempre acompanhada de questionamentos, sonhos, desejos, reflexões e metas. Uma boa tática para tocar os projetos em frente são as listas de desejos. Só que elas devem ser compostas de coisas plausíveis de concretização.

Segundo o psicólogo do Graças, José Palcoski, muitas vezes as pessoas acabam se frustrando, pois buscam objetivos que não são possíveis de se alcançar, que demandam algumas etapas, ou situações que necessitam da boa vontade de outras pessoas para se concretizar. “A regra básica para se alcançar um objetivo é ter um plano de ação e assim segui-lo para a meta final”, diz.

Cumprir ou não cumprir?


Uma pesquisa realizada pela Universidade de Hertfordshire, na Inglaterra, mostrou que apenas 10% das pessoas conseguem cumprir com as resoluções definidas no fim de ano. A pesquisa analisou 3 mil pessoas que tentavam cumprir com várias promessas, como – aproveitar mais a vida, perder peso, ser mais organizado, parar de fumar, emagrecer, fazer mais exercícios ou beber menos.

Segundo o psicólogo do Graças, muitas pessoas não conseguem realizar os seus planos, pois desistem deles em algum momento de dificuldade. “No momento da recaída, lembre-se do tempo que já conseguiu permanecer com a nova postura e use isso como incentivo para dar continuidade em sua meta”, orienta Palcoski

Compartilhar os planos com outras pessoas e pedir que elas o incentivem no momento em que desanimar também é algo que pode ajudar. Entretanto, é importante não abrir os planos da vida para inúmeras pessoas. “Antes disso deve-se reconhecer o meio social mais seguro com quem conversar, pois muitos podem menosprezar ou até mesmo desencorajar”, diz o psicólogo.

Outro ponto a ser observado é em relação ao pensamento. Pensar sempre que vai conseguir, acreditar em si mesmo, também é fundamental para alcançar o resultado esperado.”Recaída não é sinônimo de fracasso, e muito menos um recomeçar do zero, pois no momento da recaída já conseguimos adquirir certo grau de experiência, e recomeçamos com esta experiência na prática”, diz Palcoski.

O último passo é cuidar com a autocobrança. “Se ela te colocar para baixo, rebaixando sua autoestima e também negativando a sua autoimagem, esta cobrança deve ser descartada. Mas se ela servir para lhe revelar alguma falha de processo e com isso for possível reiniciar de forma mais madura e preparada, esta sim é boa”, destaca o psicólogo.

Check-list para 2016


P
ara te dar uma mãozinha, os profissionais do Graças separaram algumas dicas para cumprir algumas metas comuns na virada de ano.

 

Emagrecer

Inclua no seu cardápio frutas e verduras, e evite produtos industrializados e frituras. Opte ainda poralimentos light.Importante observar os rótulos e escolher produtos com menor quantidade de açúcar ou gorduras”, comenta a nutricionista do Graças, Maria Inez Fuentes.

 

Parar de fumar

Primeiramente reconheça que vícios podem trazer prejuízos para a sua saúde. Depois, programeuma data para parar de fumar, isso te ajudará a fazer dar certo. “No momento da fissura, dar duas ou três tragadas e jogar o cigarro fora, podem te ajudar a superá-la”, diz o pneumologista Dr. Omar Sabbag.

Começar uma atividade física

Atividades físicas faz bem para a saúde e pode te deixar mais disposto para realizar outras atividades em sua vida. “Uma recomendação inicial seria de atividade aeróbica de 30 minutos diária para começar”, recomenda o cardiologista do Graças, Dr. Alexandre Alessi.

Perder o medo de algo

Mudar é difícil, principalmente quando o sentimento de medo te domina na hora de fazer a mudança acontecer. “Realizar uma aproximação sucessiva de tal situação é uma forma de superar o medo de muitas coisas”, diz Palcoski. Contudo caso ele seja uma situação impeditiva de alguma atividade diária, busque a ajuda de um psicólogo.

 

Síndrome de Final de ano

O final do ano traz para algumas pessoas sentimentos negativos, como angústia, tristeza profunda e sensações de desamparo. Isso acontece, porque é natural fazer uma “retrospectiva” sobre as realizações e frustrações tanto do passado quanto em relação aos planos do novo ano. Ainda, com oapelo comercial muito forte, criado nesta época, faz com que as pessoas sintam-se obrigadas a estarem felizes. Para reagir bem a essas dificuldades não jogue todas as expectativas para o final de ano, e nem se deixe levar por pressões da sociedade.


Gerencie suas tarefas

Alguns aplicativos gratuitos ajudam a organizar melhor o ano e manter o foco:

Google Keepótimo para quem precisa de lembretes, porque, além do texto, permite criar notas com conteúdo multimídia

Any.Do – Ele pergunta ao usuário todos os dias: ”Vai fazer o que hoje?”. Há ainda botões de tarefas e outros recursos, comolistas e compartilhamento de objetivos.

Toodledo- há prioridade, data de início, data de vencimento, hora, duração ou status de uma atividade. Ainda, oferece listas, tarefas em mapas e receber alertas de proximidade quando o usuário estiver em um local onde há algo para fazer.

<imprensa@hnsg.org.br>

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.