Espaço Cultural Calamengau promove forrós especiais em homenagem a Gonzagão

O Espaço Cultural Calamengau está preparando um dezembro muito especial para os apreciadores do forró pé de serra. Em homenagem ao aniversário do rei do baião, Luiz Gonzaga, acontecerão dois eventos para celebrar a trajetória deste notável pernambucano que perpetuou a cultura nordestina e o forró por todo o Brasil. Os dois forrós especiais ocorrerão nos dias 5 e 12 de dezembro, na Sociedade Vasco da Gama, tradicional Vasquinho. As festas têm início às 22h. Os ingressos podem ser adquiridos diretamente no local e serão vendidos somente a dinheiro. A casa não aceita cartões de débito ou crédito. Mais informações e reservas podem ser feitas pelos telefones (41) 3078 7766 ou (41) 9904 5129. A venda de ingressos na hora dos eventos está sujeita à lotação do espaço.

Quem invade o palco do Espaço Cultural Calamengau no primeiro sábado, dia cinco de dezembro, são as bandas Quarteto 100 Vergonha, de São Paulo, e o Forró Maneiro, já conhecido do público curitibano, com participação especial do Ceará do Calamengau, cantando as músicas de Luiz Gonzaga. Já no dia 12, quando será comemorado o Dia Nacional do Forró e aniversário de Luiz Gonzaga, quem sobe aos palcos são as bandas Forró Maneiro e a tradicional banda Forró Calamengau, liderada por Ceará, também proprietário da casa. Neste dia, o Calamengau estará ainda mais especial, pois serão acrescentados à banda da casa, instrumentos de corda e sopro.

“Nossa intenção é prestar uma homenagem completa, porque, para nós, nordestinos, o Gonzaga não morreu. E, é por isso que, além das músicas, estamos priorizando a formação que o rei gostava, com instrumentos de sopro, além de cavaquinho e violão sete cordas. Nestas duas noites tocaremos muitos sucessos do Gonzagão e, também, apresentaremos canções mais desconhecidas do público, aos ritmos do samba e do chorinho. Serão eventos muito especiais em homenagem a Luiz Gonzaga, o nordestino mais famoso do Brasil”, destaca Maérlio Barbosa, o Ceará do Calamengau, idealizador do Espaço.

Luiz Gonzaga – se o Rei do Baião estivesse vivo, no dia 13 de dezembro, completaria 103 anos. Mas, faleceu em agosto de 89 e, a nós, deixou um legado extenso e uma demonstração de amor à cultura nordestina que fez questão de perpetuar mesmo, quando por aqui, a influência estrangeira predominava. Luiz Gonzaga nasceu em Exu, no extremo Oeste de Pernambuco. Aprendeu a tocar sanfona com o pai, com quem, juntamente, desde pequeno, já se apresentava em bailes. Quando jovem, largou a carreira militar no Rio de Janeiro e resolveu investir na música. Após algumas tentativas, começou a prosperar quando apresentou a música Vira e Mexe, de sua autoria, no programa de Ary Barroso. A carreira de Gonzagão foi marcada pela forte presença nordestina em todas as letras que compunha. Ninguém cantou como ele a pobreza, as tristezas e as injustiças do sertão nordestino.

Forrós em homenagem à Luiz Gonzaga

Quando? Nos dias 05 e 12 de dezembro;

Que horas? A partir das 22h;

Quais são as atrações? No dia 05/12 – o Quarteto 100 Vergonha, de São Paulo, e 0 Forro Maneiro, com participação especial do Ceará do Calamengau, cantando as músicas de Luiz Gonzaga.

No dia 12/12 sobem ao palco o Forró Maneiro e o Forró Calamengau em formação especial com instrumentos de sopro e cordas;

Quanto custa? R$ 20,00;

Onde fica? Na Rua Roberto Barrozo, 1190 – Alto São Francisco – Curitiba | PR;

Informações: (41) 3078 7766 ou (41) 9904 5129.

Onde comprar: diretamente no local;

Observação: não serão aceitos cartões de débito e crédito.

SOBRE O ESPAÇO CULTURAL CALAMENGAU

Idealizado por Maérlio Barbosa, o Ceará, o Calamengau nasceu da saudade das raízes nordestinas, e m 1984. Aos poucos Ceará e o Calamengau foram se tornando a maior referência do forró no Sul do Brasil. A partir de 1998 o forró Calamengau passou a se apresentar na Sociedade Vasco da Gama e, dois anos mais tarde, o forró se tornou um espaço cultural, abrindo as portas para as mais diversas expressões culturais. Durante os 10 anos ininterruptos em que esteve no Vasquinho, o Calamengau recebeu grandes nomes da música, como Dominguinhos, Elza Soares, Geraldo Azevedo, Monobloco e Cordel do Fogo Encantado, entre outros, além de impulsionar muitos projetos curitibanos como o Clube dos Compositores e o maracatu. Após sete anos de projetos ambulantes, o Calamengau voltou à Sociedade Vasco da Gama, e a ser um espaço cultural, em fevereiro de 2015.  O Espaço Cultural Calamengau está situado à Rua Roberto Barrozo, 1190, no Alto São Franscisco, em Curitiba. Mais informações (41) 3078 7766 ou (41) 9904 5129.

<mrolim81@gmail.com>

forro (1) forro (2)

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.