Mitos e verdades sobre as doenças de pele mais comuns do verão

Você sabia que até 70% das gestantes desenvolvem manchas no rosto? Assim como outras doenças de pele típicas do verão, o problema pode ser prevenido ao evitar calor excessivo, exposição aos raios solares e uso de roupas úmidas. É o que recomenda a dermatologista do Complexo Hospitalar Edmundo Vasconcelos, Maria Bandeira.

Segundo a médica, as doenças mais comuns neste período são as micoses, miliárias (brotoejas), melasmas (cloasma) e foliculites. “O surgimento desses problemas ocorre quando há descuidos que podem causar infecções, manchas, coceiras e sensibilidade na região afetada”, alerta.

Confira as características dessas doenças e conheça os mitos e verdades sobre cada uma delas.

 

Características

Micoses: em geral são mais comuns no verão e causadas por fungos que aparecem em ambientes quentes e úmidos e atingem as unhas, a pele e o cabelo. Uma das micoses mais comuns acomete os pés e causa coceira na região entre os dedos – popularmente conhecida por frieira.

Miliária ou brotoejas: é uma doença causada pelo suor excessivo, geralmente acometendo mais crianças que adultos.

Melasma ou cloasma: são alterações pigmentares que afetam a pele, normalmente com o agravamento de manchas marrons em vários pontos do rosto.

Foliculites: trata-se de uma infecção bacteriana que pode surgir com maior frequência no verão devido ao suor e uso de roupas úmidas de praia e piscina.

 

Mitos e verdades

Só crianças pegam micose?

Mito. Em qualquer idade, as pessoas podem ser infectadas com o fungo. Em boa parte dos casos, a micose dos pés é mais frequente nos homens, ocasionada pelo uso frequente de calçados fechados que deixam os pés úmidos e mais quentes.

 

A micose é contagiosa?

Verdade. Ela se espalha de pessoa para pessoa, especialmente em casos de compartilhamento de sapatos, meias ou em salões de beleza na utilização de alicates e lixas não esterilizadas.

 

Agasalhar as crianças excessivamente é o melhor método de preveni-las da miliária?

Mito. Roupas frescas, como as de algodão, são as mais indicadas, pois ajudam a evitar o excesso de suor e fazem com que a pele transpire com mais facilidade.

 

O ar condicionado pode ser considerado um aliado no combate à brotoeja?

Verdade. O sistema de ar condicionado diminui a sudorese, prevenindo os ataques alérgicos e inflamações na pele.

 

Melasma é uma doença comum em homens?

Mito. Embora também seja um problema que afeta qualquer tipo de pessoa, as mulheres são mais propensas a ter a doença.

 

As gestantes estão mais propensas ao melasma?

Verdade. O fator genético e as mudanças hormonais típicas da gestação contribuem para o surgimento das manchas. A exposição solar é a principal causa da doença.

 

Foliculite e acne podem ser consideradas a mesma doença?

Mito. Embora muita gente confunda os dois casos, a foliculite não tem relação direta com a oleosidade da pele como a acne. É uma doença que pode ser causada por bactéria e, quando ocorre o uso excessivo de roupas úmidas, é frequente na região das nádegas.

 

Depilação e roupas apertadas favorecem o surgimento de foliculite?

Verdade. Um dos melhores modos de prevenir a pele é deixando-a respirar. Roupas justas e tecidos grossos desfavorecem essa respiração e devem ser evitados.

 

COMPLEXO HOSPITALAR EDMUNDO VASCONCELOS

Localizado ao lado do Parque do Ibirapuera, em São Paulo, o Complexo Hospitalar Edmundo Vasconcelos atua em mais de 50 especialidades e conta com cerca de 1.400 médicos. Realiza aproximadamente 12 mil procedimentos cirúrgicos, 13 mil internações, 230 mil consultas ambulatoriais, 145 mil atendimentos de Pronto-Socorro e 1,45 milhão de exames por ano. Dentre os selos e certificações obtidos pela instituição, destaca-se a Acreditação Hospitalar Nível 3 – Excelência em Gestão, concedida pela Organização Nacional de Acreditação (ONA) e o Prêmio Melhores Empresas para Trabalhar no Brasil, conquistado pelo quinto ano consecutivo em 2015.

 

Rua Borges Lagoa, 1.450 – Vila Clementino, zona sul de São Paulo.

Tel. (11) 5080-4000

Site: www.hpev.com.br

Facebook: www.facebook.com/ComplexoHospitalarEV

Twitter: www.twitter.com/Hospital_EV

YouTube: www.youtube.com/user/HospitalEV

lucio.agberto@tree.inf.br>

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.