Nova edição do jornal Cândido discute o erotismo na literatura brasileira

A edição de dezembro do jornal Cândido, publicado pela Biblioteca Pública do Paraná, trata de um tema ainda considerado tabu na literatura brasileira: o erotismo. Muitos dos grandes autores brasileiros, como Machado de Assis e Carlos Drummond de Andrade, exploraram a temática, mas, em geral, esse recorte em suas obras permanece ignorado pela maior parte da crítica e dos leitores.

Especialistas ouvidos pela reportagem do Cândido, como a professora da Universidade de São Paulo (USP) Eliane Robert Moraes, destacam e citam a grande quantidade — e qualidade dos textos eróticos da literatura nacional. Eliane organizou recentemente a Antologia da poesia erótica brasileira, com 255 poemas escritos nos últimos 4 séculos, uma compilação inédita sobre a produção de nossos escritores em relação à temática erótica.

Já os autores Marcelo Mirisola e Antonio Carlos Viana, que se utilizam do erotismo para compor seus romances e contos, levantam outras questões de ordem estética, como os limites entre o erótico e o obsceno.

Outros conteúdos

A 53ª edição do Cândido ainda traz uma longa entrevista com Fernando Bonassi, que lançou recentemente Luxúria, romance que tem como tema central o consumo e crédito fácil disponibilizado ao brasileiro nos últimos anos. Roteirista de filmes de sucesso, como Cazuza — O tempo não para e Carandiru, Bonassi também fala sobre suas incursões em outras linguagens que envolvem a palavra escrita, como o teatro e o roteiro de TV. Na seção Cliques em Curitiba, o fotógrafo Eduardo Macarios mostra ensaio "Contos Fotográficos", baseado na obra de Dalton Trevisan.

Entre os inéditos, o mineiro radicado em Curitiba Geraldo Magela, que lançou recentemente novo livro, e o manauara Diego Moraes aparecem com poemas. A jornalista e escritora Betty Milan, autora de dezenas de livos, mostra trecho de seu mais novo romance, A mãe eterna, previsto para ser lançado em maio de 2016 pela editora Record. E, de Fortaleza, o escritor Cláudio Portella envia o longo conto O trompete.

Serviço:

O Cândido tem tiragem mensal de 10 mil exemplares e é distribuído gratuitamente na Biblioteca Pública do Paraná e em diversos pontos de cultura de Curitiba. O jornal também circula em todas as bibliotecas públicas e escolas de ensino médio do Estado. É enviado, via correio, para assinantes em diversas partes do Brasil. É possível ler a versão online do jornal em www.candido.bpp.pr.gov.br. O site também traz conteúdo exclusivo, como entrevistas, vídeos e inéditos.

<imprensa@bpp.pr.gov.br>

capa53

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Talvez você se interesse por estes artigos

Tem muita confusão em volta da palavra “marca” ou Brand. É uma daquelas palavras que muita gente usa, mas pouca gente entende. É um logotipo,...
Para os proprietários de empresas, encontrar clientes é um problema muito sério Se você parar e pensar no preço que está pagando para atrair compradores...
Fechar Menu