Parque neozelandês está na lista de melhores destinos turísticos do mundo

Localizado no sul da Nova Zelândia, próximo a Queenstown, o Parque Nacional Fiordland entrou no Top 20 dos melhores destinos turísticos para se visitar no planeta. O ranking lançado este ano é da Lonely Planet, considerada a maior e mais tradicional editora de guias de viagem do mundo, e conta com 500 sugestões de lugares para visitar antes de morrer. Para criar a lista a editora enviou uma equipe de especialistas para trabalhar com correspondentes locais e classificar os pontos turísticos, que incluem não só paisagens naturais, mas também obras de arquitetura e museus.

Classificado em 1990 como patrimônio da humanidade pela Nações Unidas, o parque ficou na 17ª colocação e conta com uma antiga floresta agarrada às montanhas, cachoeiras com quedas de centenas de metros que desaguam em enormes fiordes, lagos cintilantes e picos de granito com as mesmas aparências de milhares de anos atrás.

O local recebeu o nome de indígena de “Te Wahipounamu”, que significa “casa da pedra verde”, em homenagem ao recurso mineral mais apreciado da região. Estima-se que levaram cerca de 100 mil anos para a formação dos 14 fiordes que compõem o parque. Dois terços da área são cobertos de faia virgem e viveiros de carpas. Uma rede de trilhas de caminhada com 500 quilômetros permite que os visitantes explorem o mundo primitivo dos picos das montanhas, lagos alpinos e vales revestidos com musgo.

 

Atividades no parque

Caminhadas: três das chamadas “Great Walks” da Nova Zelândia encontram-se no Parque Nacional Fiordland. A mais famosa é a Milford Track, que dura cinco dias. A Kepler Track é uma rota circular com duração de quatro dias e a Routeburn, que atravessa o Parque Nacional Mount Aspiring, geralmente leva três dias. Além destas, há muitas outras trilhas no parque.

Canoagem e mergulho marítimos: É possível explorar diversos dos fiordes fazendo canoagem marítima. De canoa também é possível chegar aos lagos em Te Anau e Manapouri. O mergulho em Fiordland oferece a chance rara de ver plantas marinhas de águas profundas crescendo próximo à superfície. Dentre os residentes locais há golfinhos, lobos-marinhos e pinguins.

Cruzeiros pelos fiordes: Todos os dias, voos panorâmicos e serviços de transporte levam visitantes ao fiorde Milford Sound para cruzeiros panorâmicos. Há opções de cruzeiros ecológicos a fiordes menos acessíveis em Te Anau ou Manapouri.

Confira a lista completa da Lonely Planet: Angkor, Camboja (1); Grande Barreira de Coral, Austrália (2); Machu Picchu, Peru (3); A Grande Muralha, China (4); Taj Mahal, Índia (5); Gran Canyon, EUA (6); Coliseu, Itália (7); Cataratas do Iguaçu, Brasil (8); Alambra, Espanha (9); Santa Sofia, Turquia (10); Medina de Fez, Marrocos (11); Doze apóstolos, Austrália (12); Petra, Jordânia (13); Tikal, Guatemala (14); Museu Britânico, Inglaterra (15); Sagrada Família, Espanha (16); Parque Nacional Fiorland, Nova Zelândia (17); Santorini, Grécia (18); Arquipélago de Galápagos, Equador (19); Museu de Arte Velha e Nova (Mona), Austrália (20).

<fabio@3aworldwide.com>

01 Marlborough Sounds

Photo by Rob Suisted, Nature's Pic Images, Wellington, NEW ZEALAND. Photo copyright to Rob Suisted - All rights reserved. Fees payable for all uses.  Please contact us for licencing at:  Email: robsuisted@naturespic.com
Photo by Rob Suisted, Nature’s Pic Images, Wellington, NEW ZEALAND. Photo copyright to Rob Suisted – All rights reserved. Fees payable for all uses. Please contact us for licencing at: Email: robsuisted@naturespic.com
LO90
LO90

04 Milford Sound

LO97
LO97

06 Milford Sound 07 Milford Sound 08 Milford Sound 09 Milford Sound 10 Miles Holden 11 Routeburn Track 12 Cascade Creek 13 Milford Sound 14 Cleddau Valley 15 Lake Hayes 16 Routeburn Track fiordland 001 fiordland 002

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.