Pátio Batel recebe a galeria Diretriz Arte Contemporânea

Com uma proposta exclusiva, espaço apresentará ao público o trabalho de artistas locais, nacionais e internacionais

A capital paranaense é considerada um dos grandes palcos para a cultura nacional e internacional. Reconhecida pela valorização da arte, a cidade, a partir do dia 10 de dezembro, passará a contar com uma nova galeria de arte, a Diretriz Arte Contemporânea, que chega à Curitiba com uma proposta ousada e inovadora, iniciando suas atividades em um dos endereços mais exclusivos, no shopping Pátio Batel, Piso 3, loja 329.

A Diretriz Arte Contemporânea é comandada pela artista plástica paulista, Zuleika Bisacchi, que traz em seu currículo extensa experiência na área, e tem como proposta a valorização de artistas de renome, nacionais e internacionais.

Em um espaço de 83m², personalizado pelo arquiteto Ítalo Sampaio, a nova galeria da cidade iniciará suas atividades com uma exposição exclusiva, a “Território Sagrado”, que contará com a curadoria do respeitado fotógrafo Orlando Azevedo.

Com a proposta de apresentar e comercializar obras de arte em suas diversas linguagens, a Diretriz Arte Contemporânea chega com a iniciativa de oferecer ao público a oportunidade de apreciar e contemplar ainda mais a arte contemporânea. “Escolhemos o Pátio Batel pela ótima localização, conforto e segurança, além de ser um empreendimento que tem em sua proposta uma preocupação muito interessante pela arte, o que pode ser comprovado pelas obras que ele apresenta em sua decoração. Uma galeria de arte é um espaço onde se leva arte em seus diversos formatos e linguagens, por isso, entendemos que estar em um ambiente que valorize e aprecie esse trabalho é fundamental”, explica Zuleika.

Uma exposição para encantar

Para marcar a abertura da Diretriz Arte Contemporânea, Zuleika convidou o renovado fotógrafo Orlando Azevedo para ser o curador da primeira exposição da galeria, a “Território Sagrado”. Segundo ele, alcançar o território sagrado da arte é como uma missão de vida. “A arte é uma grande possibilidade e esperança de sobrevivência o ciclo incontrolável da existência. Toda a obra deve exercer estado de perturbação quando nasce o questionamento em relação à visão do mundo e do outro. A grande provocação na ponta do desafio como a linha fina do infinito horizonte“, comenta.

Azevedo explica que compor e dar corpo a um elenco representativo de artistas para a primeira exposição da galeria foi um grande desafio. “Com a Território Sagrado buscamos proporcionar ao público, colecionadores e amantes da arte, um elenco de notáveis artistas nas mais diversas modalidades de expressão e criação, com obras selecionadas. Esse é o início de uma grande caminhada, acreditando, sim, que a arte é transformadora e renovadora no entendimento humano”, destaca.

Integram a exposição “Território Sagrado” seis artistas de renome, nacional e internacional, como Francisco Brennand, Loio Persio, German Lorca, Zé Antonio Lima, Tadeu Jungle e Zuleika Bisacchi.

Sobre os artistas:

Francisco Brennand: Um dos maiores, mais complexo e completo artista do Brasil. O “Inquietante criador de mitos” é apresentado e disponibilizado pela primeira vez em Curitiba, quando nunca o profano foi tão sagrado em suas esculturas em cerâmica e pinturas.

Loio Persio: Pintor de fortes raízes curitibanas, possui uma obra de qualidade criativa de extremo requinte e força em seus mais diversos períodos e movimentos, muito embora, ainda pouco reconhecido como, definitivamente, artista maior.

German Lorca: Fotógrafo, em seus 95 anos, possui uma obra consolidada nos grandes centros, no mercado de arte e museus nacionais e internacionais. Apresenta, nesta mostra, tiragens limitadas em Gelatin Silver Print. Um conjunto do período dos anos 50 e do Foto Clube Bandeirantes e do início do modernismo. Sua obra é referência obrigatória na história da fotografia do Brasil.

Zé Antonio Lima: Pintor, possui uma produção contínua como modo de vida, percorrendo vários caminhos na pintura e, também, no tridimensional com os mais diversos materiais e numa constante busca de possibilidades criativas.

Tadeu Jungle: Artista visual, diretor de filmes e fotógrafo, em plena inquietude e contínua e provocadora produção, expõe obra em vídeo que já integra o acervo do Masp e MAM. Incansável, múltiplo poeta visual e pioneiro no movimento de videoarte no país.

Zuleika Bisacchi: Artista Plástica, que também investe na fotografia como uma das técnicas das artes plásticas, criadora da galeria Diretriz Arte Contemporânea, apresenta sua obra fechando uma linha de pensamento do sagrado, em que vultos percorrem o grande sonho do mundo oculto.

Serviço:

Exposição “Território Sagrado”

Abertura: 10 de dezembro

Horário: 10h às 22h

Local: Shopping Pátio Batel

Avenida do Batel, 1868, 3º Piso, Loja 329 – Diretriz Galeria de Arte

Informações: (41) 3020-3667

 

1 Comentário

  1. O “Inquietante criador de mitos” é apresentado e disponibilizado pela primeira vez em Curitiba.)
    Isso é mentira, já teve uma exposição do Brennand no Museu Oscar Niemeyer de 2004 a 2005. Inclusive há 03 pássaros de sua autoria na parte externa do Museu.

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.