Renault do Brasil inicia exportação de cabeçotes para a Europa

A Renault do Brasil começou a exportar para a fábrica de motores de Douvrin, na França, os cabeçotes do motor 1,2 litro, da mesma família do 1,0 litro à venda no Brasil. Este é um dos maiores projetos de exportação de peças da CMO (Curitiba Motores), uma das três fábricas da Renault que compõe o Complexo Ayrton Senna – as outras duas são a Fábrica de Veículos de Passeio (CVP) e a Fábrica de Veículos Utilitários (CVU).

Com o novo projeto, a unidade terá um aumento de 100% na demanda de fabricação de cabeçotes. Com isso, a produção de cabeçotes salta de 2.000 unidades por semana para 4.000 unidades por semana. Como consequência, será mantido o terceiro turno da área de usinagem de cabeçotes.

Os motores 1,2 litro D4F equipam os modelos Logan e Sandero, além do Renault Clio europeu. Os motores são produzidos na “Française de Mécanique”, em Douvrin, dentro do acordo de cooperação entre os Grupos Renault e PSA – Peugeot Citroën. A unidade atualmente produz blocos, virabrequins, cabeçotes e outras partes para as duas empresas.

<imprensa.renault@newsbr.info>

timthumb timthumb (2) timthumb (1)

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.