Um médico para chamar de seu

Presente nos sistemas de saúde público e privado e na Atenção Primária à Saúde (APS), o médico de família e comunidade (MFC) tem papel fundamental no cuidado da saúde do brasileiro. O MFC é o especialista em cuidar das pessoas, famílias e comunidades ao acompanhar pacientes ao longo da vida, independentemente do gênero, idade ou possível doença, integrando ações de promoção, prevenção e recuperação da saúde, além de atuar próximo aos pacientes antes mesmo do surgimento de uma doença, realizando diagnósticos precoces e poupando-os de intervenções excessivas ou desnecessárias.

“O Médico de Família e Comunidade atende os pacientes de acordo com os princípios da Atenção Primária à Saúde, integrando ações curativas com ações preventivas, sendo determinante na qualidade de vida da população. No Sistema Único de Saúde, o MFC é uma especialidade fundamental na estruturação da Estratégia de Saúde da Família. Em uma Unidade Básica de Saúde (UBS), pode solucionar até 90% dos problemas de saúde dos pacientes atendidos, gerando resolutividade e evitando que as pessoas sejam encaminhadas a outras especialidades desnecessariamente, otimizando o fluxo de pacientes no sistema, desafogando emergências e hospitais”, explica Thiago Trindade, presidente da SBMFC.

Além disso, o MFC pode manejar sintomas inespecíficos e realizar ações preventivas. É um coordenador do cuidado, trabalha em equipe e em rede, advoga em prol da saúde dos seus pacientes e da comunidade. “Um dos diferenciais da medicina de família, é o trabalho próximo as comunidades, onde o MFC quando necessário vai até os pacientes que têm dificuldades de acesso aos serviços de saúde, por dificuldade de locomoção ou longas distâncias dos centros de saúde, não medindo esforços para que toda a população obtenha este acesso. Ele atende populações vulneráveis que vivem situação de exclusão social, como as periferias dos grandes centros urbanos, zonas rurais de cidades do interior do país, populações indígenas, ribeirinhas, pessoas em situação de rua, entre outras, o que ajuda a tornar o sistema de saúde mais equitativo”, ressalta Trindade.

Sobre a SBMFC

Com 34 anos, a SBMFC tem atuado de forma efetiva junto ao Ministério da Saúde para que todo brasileiro tenha o seu médico de família e comunidade e, assim, tenha como garantia acesso a um direito assegurado pela Constituição Brasileira. Representa atualmente cerca de dois mil médicos em todo o Brasil.

anadangelis@rspress.com.br

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.