Vinhos são também ótimas companhias no verão

Quem disse que vinho não pode ser degustado no verão? Muito associada ao frio, a bebida vem ganhando espaço nas gôndolas e reafirmando-se como uma opção sempre presente na mesa do brasileiro. “É preciso desmistificar a ideia de que vinho só é servido no frio”, afirma Carlos Cabral, enófilo e consultor de vinhos do Pão de Açúcar. Levemente refrigerados e servidos em diferentes harmonizações – inclusive com opções levíssimas, como saladas – o especialista dá dicas para não errar neste verão. A primeira delas é quanto a temperatura correta: “Os tintos devem ser servidos entre, aproximadamente, 15º e 18º. Já os brancos entre cerca de 10º e 12º. Basta colocá-los meia hora na porta da geladeira ou em um balde de gelo”.

Uma boa pedida são os espumantes nacionais. Leves, harmonizam com saladas e podem ser consumidos nos mais diferentes momentos, como um almoço informal ou um jantar de negócios.

“O espumante traz também benefícios à saúde. Consumido moderadamente, estimula o apetite e melhora a digestão em razão da presença do gás carbônico, magnésio e potássio”, explica Cabral. Os tintos, considerados erroneamente como o inverso do verão, são excelentes opções para dias de altas temperaturas desde que sejam leves – como o  Pinot Noir, e os Vinhos Verdes tintos. E, claro, os vinhos brancos, que geralmente roubam a cena quando as temperaturas sobem, justamente por serem tradicionalmente mais refrescantes.

Os especialistas do Pão de Açúcar indicam alguns rótulos para serem degustados neste verão:

  • Vinho Nacional Club des Sommeliers Merlot (à venda por R$ 21,90 no Pão de Açúcar)

“É um tinto encorpado que acompanha muito bem carne bovina e suína, massas com molho vermelho e queijos de massa dura. Ideal para ser servido com uma tábua de frios e embutidos, por exemplo”. (Carlos Cabral)

  • Marraso Reserva Malbec (R$ 38,90 no Pão de Açúcar)

“Perfeito para acompanhar carnes defumados, como o clássico churrasco. Trata-se de um vinho frutado, aveludado e de médio corpo”. (Carlos Cabral)

  • Espumante Nacional Brut Rose (R$ 38,90 no Pão de Açúcar)

“Espumante de frescor e boa acidez. Apresenta aromas cítricos e perlagem intensa. Ideal para harmonizar com entradas frias, saladas, peixes e frutos do mar”. (Carlos Cabral)

 Chileno Branco Riesling Reserva Club des Sommeliers (R$ 42,90 no Pão de Açúcar)

“É um branco de médio corpo, aromático, com ótima acidez e final de boca muito longo. Harmoniza com pratos leves, como entradas frias, saladas, peixes, queijos delicados e massas com molho branco”. (Carlos Cabral)

  • Neozelandês Branco Riesling Marlborough Yealands Way (R$ 47,90 no Pão de Açúcar)

“A riesling é considerada a rainha das uvas brancas no mundo. Particularmente as cultivadas em Marlborough conseguem preservar todas as características minerais que esta uva tem em seu lugar de origem, ou seja, o Reno (Alemanha). O vinho tem acidez perfeita com retrogosto marcante e alto frescor. É ideal para acompanhar frutos do mar, queijos e frios não condimentados”. (Carlos Cabral)

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.