Últimas

Alfabetização no método Montessori

Alfabetização 2

AlfabetizaçãoO início do ano traz uma carga extra de preocupação para os pais de crianças no primeiro ano do ensino fundamental. Isso porque, antes mesmo de completar 06 anos, muitas crianças são apresentadas ao universo das letras e iniciam sua jornada rumo à alfabetização. E a maneira como ela acontece e os reflexos no futuro acadêmico e profissional dos filhos é algo que os pais nem sempre dominam.
No Colégio Sion, onde o trabalho é feito no método Montessori, o processo de alfabetização é diferenciado e os alunos têm autonomia para seguir seu próprio ritmo de aprendizado. Ela começa aprendendo a escrever para depois ler, como uma consequência natural. “No método Montessori o ambiente é preparado segundo objetivos previamente estabelecidos e, por oferecer várias opções de trabalho, a criança é livre para escolher o que deseja realmente fazer, pois entendemos que ela se desenvolverá naturalmente com o desabrochar de suas potencialidades”, conta a psicóloga e psicopedagoga e coordenadora do Colégio Sion, Marilize Ribeiro de Souza. Outras características do método que auxiliam diretamente na alfabetização são a organização, a educação dos sentidos e dos movimentos, o estímulo à leitura e o respeito às características de cada criança.
Os pais são estimulados também a realizar um trabalho em conjunto com a escola. “Deve haver colaboração entre as partes, estimulando a observação, a verbalização e a conversação para o enriquecimento do vocabulário infantil. Atividades lúdicas como jogos de atenção, concentração, percepção, bem como atividades ao ar livre são altamente estimulantes. O interesse pela leitura deve ser despertado tanto em casa como na escola”, completa Marilize.

Conheça a alfabetização no Método Montessori
Escrever antes de ler: no método Montessori, a aprendizagem da escrita precede a da leitura, onde inicialmente as palavras são montadas com um alfabeto móvel, sugeridas por objetos ou imagens.
Os sentidos são estimulados: a professora apresenta inicialmente as vogais, com as letras em forma de lixa. A professora mostra como traçar a letra com os dedos. Deste modo, a criança percebe três impressões simultâneas: tátil, da forma e do som correspondente à letra. Na alfabetização Montessoriana, a criança deve fixar o som fonético das letras, antes da ordem alfabética.
Consoantes: Após o domínio das vogais, são apresentadas três consoantes, sempre acompanhadas das vogais para que o primeiro contato seja através do som. E logo que a criança aprender poderá formar palavras com os elementos conhecidos, utilizando o alfabeto móvel.
Alfabeto móvel: é utilizado para permitir à criança a análise dos sons e construir palavras, sempre por atividade pessoal. Não é o fato de a criança formar palavras com fonemas conhecidos que garante que ela esteja em condição de ler. Isso acontecerá quando a criança, depois de construir várias palavras, após muitos dias, manifestar a ‘explosão da leitura’, em que ela será capaz de compreender palavras que outra pessoa formou.

Fase é uma das mais marcantes da vida escolar da criança e deve ser encarada com tranquilidade.

Fase é uma das mais marcantes da vida escolar da criança e deve ser encarada com tranquilidade.

Escreva um comentário

Seu e-mail não será divulgado


*