Check-up também é coisa de criança

Ele já faz parte da rotina de homens e mulheres que se preocupam com a saúde. Afinal, mais do que auxiliar no diagnóstico de qualquer doença, o check-up é fundamental para identificar qualquer problema antes mesmo que ele possa se manifestar. O que muita gente não sabe é que os pequenos também precisam realizar  uma série de exames para garantir um crescimento saudável. “Antes de sair da maternidade, o bebê passa por vários testes – como o do pezinho, da orelhinha e do olhinho – que rastreiam possíveis doenças. Depois, desde que o pediatra não identifique alterações nas consultas de rotina, exames mais detalhados devem ser realizados a partir dos cinco anos”, explica Marcos Kozlowski, bioquímico e responsável técnico do Lanac – Laboratório de Análises Clínicas.

 

É fácil entender a importância do check-up: se uma doença é detectada no seu início, as chances de tratamento e de cura são maiores.“A prevenção de doenças futuras, como hipertensão e diabetes, começa na infância”, revela o bioquímico. Exames rotineiros – como os listados abaixo – devem ser solicitados a cada dois ou três anos. Para crianças com algum tipo de alergia, a lista deve incluir testes que identificam o alérgeno responsável pelas manifestações. Em ambos os casos, apenas o médico determina quais exames devem ser realizados no check-up, normalmente após uma consulta minuciosa, para que seja possível fazer uma análise específica, de acordo com a idade, sexo e histórico de cada paciente. O acompanhamento de um pediatra é indispensável para assegurar o pleno crescimento e desenvolvimento da criança.

 

– Urina: avalia a presença de infecções ou problemas renais.

– Hemograma: útil para investigar índices de anemia, colesterol e triglicerídeos.

– Parasitológico de fezes: verifica se há a presença de parasitas no organismo.

– Glicemia: mede o nível de açúcar no sangue e é útil para o diagnóstico de hipoglicemia e hiperglicemia, além do diabetes.

– TSH: analisa o funcionamento da tireóide, glândula que tem papel fundamental no desenvolvimento das crianças.

– Ureia e creatinina: avaliam a função renal.

– Perfil lipídico: série de exames que avaliam o metabolismo de gorduras e incluem informações sobre colesterol total, colesterol HDL, colesterol LDL e triglicerídeos.

 

Sobre o LANAC

Há 25 anos, o LANAC – Laboratórios de Análises Clínicas se diferencia por se manter, com orgulho, como empresa 100% paranaense. Hoje, o laboratório oferece mais de dois mil tipos de exames, além de coleta domiciliar e assessoria científica para médicos e conta com mais de 280 colaboradores. Recebe exames de 25 laboratórios, atuando como laboratório de apoio. A sede central, com 1.200 m², é o maior centro de análises clínicas de Curitiba. Além da sede central, o LANAC mantém outros trinta postos de coleta na cidade. A empresa participa de testes de proficiência do Controle Nacional de Qualidade da Sociedade Brasileira de Análises Clínicas, com nota excelente desde 1992 e mantêm a certificação ISO 9001/2008 atualizada desde 2004.

 

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.