Luana Navarro realiza exposição individual no Museu da Fotografia

Corpo sem sinônimo é uma exposição individual da artista Luana Navarro e apresenta uma série de trabalhos em fotografia, vídeo e textos. A mostra, que tem curadoria da pernambucana Ana Luisa Lima, apresenta desde trabalhos com já oito anos de produção, caso da série Micro-Resistências (2008-2015), até produções inéditas como o vídeo Risco de 2015 e Murmuro de 2015. Um dos conceitos que estrutura a exposição baseia-se na ideia de um espaço conceitual intitulado Biblioteca para corpos em expansão.

A Biblioteca para corpos em expansão é uma situação de consulta/apresentação de trabalhos, processos, objetos, textos e imagens. Móvel ela pode ser apresentada em distintos contextos e formatos. Nesta primeira situação a biblioteca instaura uma série de falas performativas e uma publicação a ser lançada em abril. Materiais de outros artistas e colaboradores poderão vir a ser incorporados no decorrer desta situação.

 

Programação:

18/02 _ 19h Abertura da exposição

19/02 _ 19h conversa com Ana Luisa Lima

02/03 _ 19h leitura performativa Pó, costela e outras substâncias: o corpo sem antônimos com Amábilis de Jesus

10/03_ 19h mesa-redonda Usos da fotografia _ Elenize Dezgeniski, Miriane Figueira e Vivaldo Vieira Neto.

17/03 19h Ronie Rodrigues convida Maria Palestra para abordar o tema Corpo e distância

07/04 _ 19h Lançamento da publicação com Luana Navarro

Todas as atividades serão realizadas no Museu da Fotografia Cidade de Curitiba – Solar do Barão

 

Sobre a artista

Luana Navarro (Maringá, 1985) participou em 2012 do Seminário de Fotografia Contemporânea no Centro de la Imagem na Cidade do México, em 2015 fez parte da exposição Develar y Detonar realizada durante o Photoespaña em Madri e no Centro Nacional das Artes na Cidade do México. Recebeu em 2010 o Prêmio Funarte Marc Ferrez de Fotografia– produção crítica e teórica. Participou da Bolsa Produção para Artes Visuais 05. Atualmente está terminando o mestrado em artes visuais na UDESC em Florianópolis onde pesquisa as relações entre corpo, performatividade e tempo. Participou de diversas exposições e festivais de fotografia no Brasil. (paula.melech@gmail.com)

38a24b21-db17-4d5c-883b-e04edffc0beb 765adbff-f0c4-44ec-8648-9010e866a354 7280dcdc-2a20-435e-910c-f385ea084d1d 62644f15-5bd7-467d-a22a-25e4c280a23d

Serviço:

 

Corpo sem sinônimo

Abertura: dia 18 de fevereiro, às 19h

Entrada Gratuita

Museu da Fotografia Cidade de Curitiba – Solar do Barão

Rua Presidente Carlos Cavalcanti, 533 – Centro

Telefone:(41) 3321-3334

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.