“PROJETO bRASIL” estreia neste sábado em Curitiba

Espetáculo PROJETO bRASIL fica em cartaz de 13 de fevereiro a 6 de março no Teatro José Maria Santos – Turnê nacional estreou no Rio de Janeiro e já passou por Brasília e Manaus

O grupo curitibano Companhia Brasileira de Teatro está em turnê nacional com seu mais novo espetáculo, “PROJETO bRASIL”. A peça estreou no Rio de janeiro, passou por Brasília e Manaus e agora ganha temporada em Curitiba, deste sábado (13 de fevereiro) até 6 de março, no Teatro José Maria Santos.

Em menos de quatro meses de apresentações, o trabalho já conquistou diversas indicações como um dos melhores do país.

Resultado de dois anos de pesquisas, intenso trabalho e viagens para as cinco regiões do país, a montagem traz um conjunto de performances criadas a partir da reflexão sobre o Brasil.

Com cenários e figurinos escuros, é um retrato em preto e branco das contradições do nosso país, que inova ao misturar diferentes artes: dança, performance, música e cenas teatrais.

CBT Teatro_Amazonas INGRID_ANNE (4)

“PROJETO bRASIL” tem direção de Marcio Abreu e conta no elenco com os atores Giovana Soar, Nadja Naira e Rodrigo Bolzan e o músico Felipe Storino.

A estreia nacional ocorreu no Rio de Janeiro, em outubro. Em janeiro deste ano retomou a estrada, com agendas em Brasília (14 a 17 de janeiro, no CCBB) e Manaus (27 e 28 de janeiro, no Teatro Amazonas). Depois da temporada na capital paranaense, a companhia levará “PROJETO bRASIL” para Porto Alegre, Salvador e São Paulo.

“PROJETO bRASIL” vem tendo uma ótima repercussão. Foi indicado para premiações no Rio de Janeiro e São Paulo.

GRUPO PERCORREU AS CINCO REGIÕES DO PAÍS

Entre 2013 e 2014, a companhia brasileira de teatro viajou por capitais das cinco regiões brasileiras, passando por Salvador, Manaus, Porto Alegre, Rio de Janeiro e Brasília. Foram apresentados espetáculos de seu repertório e, numa outra frente, o grupo realizou seminários, palestras, leituras e vivências com o público e outros artistas.

Dessas viagens, trocas de informações com pessoas diversas e, também, das reflexões artísticas que o percurso gerou, foi montado um novo espetáculo, PROJETO bRASIL.

Ele traz cenas independentes e em formatos diversos, que privilegiam ora a fala, ora a música, o corpo, a luz. São diferentes formas de se expressar.

FALAR, SEM FALAR

“Desde o começo não queríamos falar explicitamente sobre o país”, conta o diretor Marcio Abreu. “Com o decorrer do trabalho, isto se concretizou: falar sem falar expressamente, tratar de outras coisas para tratar do Brasil. Esta outra dimensão de trabalho é um reflexo também da impossibilidade de falar sobre o país, num momento onde as coisas ainda estão acontecendo, numa velocidade muito grande”.

Cenários e figurinos pretos dominam a cena. No que parece ser um local para um discurso, os atores mostram diferentes formas de expressão para falar do país. Mas tudo por meio de metáforas, sem falar explicitamente.

São tratados temas como política, igualdade, consumo exacerbado, economia de mercado, ética, o caráter descartável de tudo na nossa sociedade, a ânsia por compreender e se comunicar.

A COMPANHIA

Marcio Abreu e a companhia vêm de grandes sucessos no Brasil e no exterior, como Vida (2010), Esta Criança (2012) e Krum (2015). Com essa nova montagem, delineiam-se novos rumos, de recriação da sua dramaturgia já muito particular, desde os ensaios até a montagem, afirmando-se em um novo desafio de linguagem.

FICHA TÉCNICA:
Direção: Marcio Abreu
Elenco: Giovana Soar, Nadja Naira e Rodrigo Bolzan
Músico: Felipe Storino
Dramaturgia: Giovana Soar, Marcio Abreu, Nadja Naira, Rodrigo Bolzan

PROJETO bRASIL em Curitiba

DATAS: De 13 de fevereiro a 6 de março
LOCAL: Teatro José Maria Santos – R. Treze de Maio, 655 – São Francisco
HORÁRIOS: quinta-feira a domingo, 20h – Classificação indicativa: 16 anos
INGRESSOS: R$ 20 e R$ 10
Funcionários da Petrobras com crachá e clientes Petrobras com cartão pagam meia entrada na compra de até 02 ingressos. Associados do Clube do Assinante Gazeta do Povo e associados da SATED têm desconto de 50%. Desconto não cumulativo com outros benefícios previstos em lei. Não serão aceitos cheques.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.