Universidade Positivo abre inscrições para 26 cursos de Pós-Graduação em TI

Com início em março, os cursos de pós-graduação da Universidade Positivo já estão com as inscrições abertas. São mais de 150 opções de cursos de especialização em Curitiba (PR), Paranaguá (PR), Ponta Grossa (PR), Pato Branco (PR) e São Paulo (SP), em 17 áreas diferentes. Segundo o coordenador de Pós-Graduação da Universidade Positivo, Leandro Henrique de Souza, os cursos mais procurados são os relacionados à Tecnologia da Informação (TI). São 24 opções de especialização e dois MBA’s ligados ao setor. “O setor passa por transformações constantes e a atualização é indispensável para o domínio das novas tecnologias”, justifica.

Segundo Souza, o número de profissionais matriculados na área de TI em 2016 deve ser 30% maior que em 2015. Isso porque o setor passa longe da crise que assombra o Brasil e deve crescer 7,3%, segundo a IDC Brasil – bem acima da média mundial, que é de 3,4%. Dados da consultoria Catho mostram que, somente neste ano, o número de vagas no setor aumentou 44,2%. Um estudo da Brasscom revela que o mercado nacional emprega, atualmente, 1,3 milhão de profissionais de TI e até 2016 esse número deve aumentar em 30% – enquanto mais de 50 mil postos de trabalho estão esperando por um profissional qualificado. Até 2022, a Softex projeta um déficit de 400 mil profissionais no Brasil. Atualmente, empresas demoram até 70 dias para preencherem suas vagas, tempo que pode gerar um significativo impacto na operação de uma organização.

Quem pensa que para atuar na área é preciso ser graduado em TI, Souza esclarece que existem especializações em tecnologia para as mais diversas profissões. “Os profissionais que vivenciam a mudança tecnológica no seu dia a dia possuem duas opções: ou se atualizam ou estão fora do mercado”, afirma. Para quem é da área de saúde, por exemplo, a Pós-Graduação em Bioinformática oferece ferramentas para a compreensão da genética molecular e o desenvolvimento de novas soluções, como medicamentos e suplementos.

Arquitetos e engenheiros podem pensar em inovações para cidades inteligentes com a Pós-Graduação Smart Cities – Ênfase em Projetos. Inédito no Brasil, o curso traz conceitos e exemplos mundiais para a solução de problemas comuns dos cidadãos, como mobilidade, ocupação do território urbano, sustentabilidade e qualidade de vida. Já a especialização em Propriedade Intelectual e Direito Digital é voltada a advogados que desejam conhecer a legislação sobre crimes cibernéticos, como pornografia infantil, pedofilia, racismo, neonazismo, intolerância religiosa, apologia e incitação a crimes contra a vida, homofobia, fraudes em cartão de crédito, invasão e roubo de dados. A lista completa de cursos, mais informações e inscrições estão no site www.up.br/pos.

 

Sobre a Universidade Positivo

A Universidade Positivo (UP) concentra, na Educação Superior, a experiência educacional de mais de quatro décadas do Grupo Positivo. A instituição teve origem em 1988 com as Faculdades Positivo, que, dez anos depois, foram transformadas no Centro Universitário Positivo (UnicenP). Em 2008, foi autorizada pelo Ministério da Educação a ser transformada em Universidade. Atualmente, oferece 54 cursos de Graduação (30 cursos de Bacharelado e Licenciatura e 24 Cursos Superiores de Tecnologia), três programas de Doutorado, quatro programas de Mestrado, centenas de programas de Especialização e MBA e dezenas de programas de Extensão. Em Curitiba, a UP conta com três campus: Ecoville, que ocupa uma área de 424,8 mil metros quadrados, Praça Osório, no centro da cidade, e Mercês – Catarina Labouré, este último dedicado ao curso de Enfermagem. Lançou, em 2013, seu programa de Educação à Distância, com dezenas de polos em todo o país. Segundo as avaliações do Ministério da Educação, é considerada uma das dez melhores universidades privadas do Brasil. (centralpress@centralpress.com.br)

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.