Últimas

Dia da Síndrome de Down: especialistas expõem o valor do psicólogo escolar para promover a inclusão

Em 21 de março, o mundo celebra o Dia Internacional da Síndrome de Down. A data simboliza a luta pela inclusão das pessoas com a síndrome no mercado de trabalho, nas relações sociais e até mesmo nas escolas. O Conselho Regional de Psicologia do Paraná (CRP-PR) destaca o papel do psicólogo escolar neste meio para promover a inclusão e o relacionamento entre crianças e adolescentes, quebrando as barreiras do preconceito.

Em 21 de março, o mundo celebra o Dia Internacional da Síndrome de Down. A data simboliza a luta pela inclusão das pessoas com a síndrome no mercado de trabalho, nas relações sociais e até mesmo nas escolas. De acordo com dados do último Censo Escolar divulgado pelo Inep, o número de pessoas com deficiência matriculadas na educação básica regular cresceu expressivamente nos últimos anos. Em 1998, cerca de 200 mil pessoas estavam matriculadas na educação básica, sendo apenas 13% em classes comuns. Em 2014, já eram quase 900 mil matriculas e 79% delas em turmas comuns, um crescimento de quase 98%.

De acordo com a Lei 7.853, de 1989, todos os portadores de necessidades especiais têm direito à inclusão social e, a partir de 2016, a Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência determina que nenhuma escola, pública ou particular, poderá recusar o estudante com deficiência. Se isso acontecer, será considerado como um crime sujeito à punição com multa e prisão de dois a cinco anos. O Conselho Regional de Psicologia do Paraná (CRP-PR) destaca o papel do psicólogo escolar neste meio para promover a inclusão e o relacionamento entre crianças e adolescentes, quebrando as barreiras do preconceito.

De acordo com a psicóloga e integrante da Comissão de Psicologia Escolar e Educacional do CRP-PR, Melody Lynn Falco, que atua diretamente com alunos de educação especial, estar inserido no ensino regular permite que a criança ou adolescente com deficiência desenvolva sua autonomia e tenha acesso não só ao convívio social, mas ao conhecimento de fato. “É preciso deixar claro que o psicólogo escolar não vai substituí o professor ou o pedagogo, ele trabalha diretamente com a equipe da escola, para debater sobre como receber, por exemplo, uma criança com Síndrome de Down entre os alunos. O psicólogo vai mobilizar a escola para favorecer o processo de inclusão dessa criança, porque é a escola que deve estar adaptada para receber o aluno e não o contrário”, explica a especialista.

Ainda de acordo com Melody, o ideal é conhecer o histórico dessa criança ou adolescente e descobrir suas necessidades. “Nosso sistema de ensino tem hoje um planejamento muito generalista, que é moldado para atender a todos os alunos, quando o ideal seria que toda criança, com deficiência ou não, tivesse acesso a um atendimento mais personalizado”. conclui.

Também especialista em Educação Especial, a psicóloga Kelly Helena Correia destaca que não são somente os alunos com Síndrome de Down que se beneficiam ao estudar em escolas de ensino regular, mas todos os alunos e membros da comunidade escolar. “A oportunidade de conviver com a inclusão, desde que ela ocorra de maneira sadia, é única. Pois ocorre uma troca mútua, por meio da qual todos agregam ao crescimento humano um do outro”, afirma.

Sobre as dificuldades ainda encontradas para a inclusão de pessoas com deficiência, Kelly complementa dizendo que, além das barreiras físicas, é preciso investir na capacitação das equipes escolares para receberem esses alunos. “Outro ponto que considero primordial é a comunidade como um todo compreender que a inclusão não é uma problemática da escola única e exclusivamente, mas de toda uma rede de serviços que precisam se estruturar para atender essas crianças e suas famílias”, completa a especialista.

 

Sobre Agência Cupola (8 Artigos)
A Cupola é uma agência de comunicação de Curitiba que atua no modelo full service. Para falar com a assessoria de imprensa envie e-mail para: kariny.martins@cupola.com.br

Escreva um comentário

Seu e-mail não será divulgado


*