Hábitos inadequados ao estudar podem trazer desconforto à visão

Visão embaçada, ardência e lacrimejamento são sintomas de descuido com a saúde dos olhos

Muitas pessoas têm problemas de visão e não sabem. A demora no diagnóstico, além de agravar o problema, pode trazer muito desconforto principalmente na hora de estudar. Por isso, é importante fica atento aos menores sintomas. “Fadiga ocular, visão embaçada, dificuldade na mudança de foco para perto ou para longe, sensação de peso nos olhos, dores de cabeça, sensação de olhos secos, vermelhidão, ardência e lacrimejamento são alguns dos sinais de que alguma coisa pode estar errada”, alerta a Dra. Ana Paula Canto, oftalmologista da Clínica Canto.

Para o aluno que se preocupa em manter sempre os conteúdos recebidos em sala de aula atualizados, estudar diariamente é importante. Mas, a médica orienta que é preciso tomar cuidado para que alguns maus hábitos não interfiram na saúde dos olhos.

A primeira recomendação é sempre estudar com uma iluminação adequada, tanto de dia quanto à noite. “À noite, a iluminação artificial é indispensável. O ideal é evitar lâmpadas quentes ou muito brilhantes. A luz também não deve incidir diretamente sobre os olhos nem fazer sombra nas áreas de leitura”, orienta Ana Paula Canto.

Os cuidados com a iluminação não devem ser descartados durante o dia, pois nem sempre a luz natural no ambiente de estudo é suficiente. “O importante é que a iluminação seja uniforme, sem sombras ou áreas de reflexo. Se for necessário, deve-se utilizar uma luz artificial”, ressalta.

Manter uma posição confortável para o estudo é fundamental, não só para evitar as dores musculares, mas também para evitar a fadiga ocular. “Os olhos devem estar levemente inclinados para baixo, portanto o livro deve estar um pouco abaixo da cabeça”, recomenda. Além disso, as pausas periódicas são importantes para descansar tanto a visão quanto a mente.

Se o aluno precisa usar óculos, ele não deve abrir mão deles na hora de estudar, pois sua ausência pode acabar causando desconforto e dores de cabeça. “Para quem usa lentes de contato, a indicação é que prefira estudar com os óculos e não com as lentes, pois durante o estudo há uma diminuição na frequência do piscar, acarretando o ressecamento ocular. No final do dia, os óculos acabam sendo mais confortáveis”, aconselha Ana Paula.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.