Imposto de Renda Solidário pode ser destinado para projetos socioculturais até abril

Campanha é voltada para contribuintes deduzirem parte de seu imposto de renda para projetos de defesa e promoção dos direitos de crianças e jovens

Contribuintes de todo o Brasil podem destinar parte do Imposto de Renda a pagar para o Fundo para a Infância e Adolescência (FIA), ajudando dessa forma a transformar a vida de crianças e adolescentes. Para estimular as doações, a Rede Marista de Solidariedade desenvolve a campanha Imposto Solidário.

Embora o prazo de dedução do IR para pessoas jurídicas tenha terminado em dezembro, pessoas físicas que quiserem doar podem fazê-lo até abril deste ano. Neste caso, podem deduzir até 3%, lembrando que a dedução só é válida para quem faz a declaração completa.

Os fundos financiam projetos socioculturais cadastrados pelos Conselhos Municipais, Estaduais e Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente. Estabelecida pela Lei 8.069/90, a doação ao FIA pode ser deduzida do Imposto de Renda e não traz ônus a quem colabora.

“As doações aos projetos vinculados ao FIA possibilitam a qualificação da rede de atendimento e auxiliam no processo de inclusão de jovens que vivem em situação de vulnerabilidade social”, diz a coordenadora de parcerias e projetos da Rede Marista de Solidariedade, do Grupo Marista, Vanderlúcia da Silva.

Projetos
Os projetos vinculados ao Fundo para Infância e Adolescência da campanha Imposto Solidário da Rede Marista de Solidariedade são:

– Projeto Convivência, voltado a crianças e adolescentes de 06 a 14 anos, de famílias em situação de vulnerabilidade social residentes no bairro Martello e atendidos pelo Centro Educacional Marista Caçador (SC). Este projeto acontece nos momentos de convivência e intervalos das aulas regulares, com atividades que favorecem a interação e o desenvolvimento contínuo entre os educandos.

– O projeto Gentileza gera gentileza tem como objetivo sensibilizar e conscientizar educandos, educadores e comunidade do Jardim Zanellato, em São José (SC), sobre a convivência em sala de aula e a prática da gentileza no ambiente familiar e entre amigos, por meio de palestras, produção de vídeos, elaboração de mensagens e promoção de ações didáticas.

– O projeto Web Rádio e TV Educativa busca estabelecer um canal de comunicação entre a comunidade no entorno do Centro Social Marista Dourados (MS). O conteúdo produzido conta com a participação efetiva de crianças e jovens de 06 a 16 anos, por meio de oficinas socioeducativas que utilizam equipamentos tecnológicos e de plataformas online de rádio e TV.

– O projeto Gingar para Educar desenvolve em crianças e adolescentes no Centro Social Marista Dourados (MS), por meio do jogo da Capoeira, e suas variadas expressões (dança, música, jogo, luta, esporte, cultura, folclore, história e filosofia de vida), o sentido de comunidade e pertença ao território, praticando a cooperação e o respeito mútuo, em atividades físicas, culturais, de convívio e lazer.

Para mais informações sobre a campanha, acesse www.impostosolidario.org.br. No site é possível tirar dúvidas sobre como participar, como ser beneficiado, os projetos, resultados e mitos sobre as doações.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.