Jogo sobre venda de picolé ensina conceitos de empreendedorismo para profissionais de todas as áreas

Ter noções de administração e visão empreendedora é importante para qualquer área de atuação, principalmente em tempos de recessão, quando qualquer atitude pode definir o sucesso ou fracasso de um projeto. Pensando em simplificar o aprendizado desses conceitos empreendedores, um grupo de estudantes do curso de Jogos Digitais do Centro Tecnológico Positivo criou um jogo que, por meio de um vendedor de picolés começando seu negócio, ensina noções administrativas de maneira prática e divertida. O aluno Jordy Adan explica que o jogo é uma forma lúdica e descomplicada de desenvolver habilidades empreendedoras e ampliar a percepção e conhecimento sobre gestão, planejamento e ação.

A ideia é transformar-se em uma empresa grande e de sucesso em um mês – e, para isso, o jogador tem um carrinho de picolé e uma assinatura do jornal diário da região fictícia de Meeplelândia. Informações importantes contidas no jornal influenciam diretamente nas vendas e devem ser levadas em conta na hora do planejamento da rota. “A concentração de público em determinado horário pode ser prevista na notícia de um evento, por exemplo”, explica o estudante. O clima e a temperatura também podem interferir, já que interferem na preferência de sabores do consumidor. “Por isso, a informação pode ser decisiva na administração do estoque e lucratividade do dia. O jogo trabalha ainda ferramentas de divulgação, reputação da marca, logística, avaliação de riscos, manutenção, infraestrutura, entre outros conceitos.

Além de Adan, fazem parte do projeto os estudantes Renata Silvério, Christhian Gruhn e Cássio Vinicius. Eles contam que trabalharam durante dois meses no desenvolvimento do jogo, utilizando diversos conteúdos aprendidos no curso, como programação, arte, documentação e game design. “Desde o início do projeto, buscamos desenvolver um jogo que unisse diversão, conhecimento e empreendedorismo, por meio de uma mecânica principal que fosse fundamentalmente simples de ser compreendida e permitisse ao jogador sentir-se parte daquele universo de empreendedorismo que estávamos propondo”, conta Adan.

O jogo foi premiado no Desafio Universitário Empreendedor, do Sebrae, e, em breve, estará disponível gratuitamente no site da entidade. Segundo os alunos, o projeto pode ser facilmente levado para a plataforma mobile, como um aplicativo para smartphones.​

 

Sobre o Centro Tecnológico Positivo – O Centro Tecnológico (CT) Positivo materializa, na Educação Superior, a excelência que o Grupo Positivo alcançou na oferta de educação. Para assegurar uma sólida formação profissional, com base nos valores do saber, da ética, do trabalho e do progresso, e adequada às exigências do mercado de trabalho, mantém parcerias com diversas entidades nacionais e internacionais. Fundado em 2009, o CT Positivo oferece Cursos Superiores de Tecnologia (Tecnólogos) objetivos, práticos e rápidos, com duração de dois a três anos, em cinco unidades: Batel, CIC, Ecoville, Hauer e Praça Osório. Entre os diferenciais do Centro Tecnológico Positivo estão a infraestrutura de ponta, com salas e laboratórios modernos e especializados; o corpo docente com experiência prática; a oferta de disciplinas em formato modular; e os programas dos cursos construídos em parceria com empresas.

imagem_release_603486 imagem_release_603489 imagem_release_603491 imagem_release_603492

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.